xmlns:fb="http://www.facebook.com/2008/fbml" xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> BLOG DO CRATO | O Crato na Internet desde 2005
.

VÍDEO - Professores do Crato promovem panelaço e passeata pelas ruas da cidade - www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense - Clique em Curtir e Adicione a sua Foto !

02 setembro 2014

Candidatos a Governador divergem sobre futuro do Parque de Exposições do Crato


NE - Eunício Oliveira defende a ampliação e reforma do Parque de Exposições


"Existem divergências no pensamento dos candidatos a governador do Ceará nas eleições deste ano em relação ao futuro do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante. Em julho, a ExpoCrato comemorou 70 anos de realização e o local do evento foi motivo de recentes polêmicas quando o governador Cid Gomes (PROS) defendeu a construção de um novo espaço o que resultaria na mudança de local retirando-a do bairro Pimenta.

O então Secretário das Cidades, Camilo Santana, se tornou um defensor da idéia mostrando a inviabilidade do parque atual e os fatores positivos da mudança como a própria ampliação do Campus da Universidade Regional do Cariri (URCA). Ele é cratense e, atualmente, candidato à sucessão de Cid Gomes pelo PT apoiado pelo PROS do governador uma condição que, certamente, não o fará mudar de planos.

Já o senador Eunício Oliveira, candidato a governador pelo PMDB, é defensor da idéia que passa pela reestruturação do Parque da ExpoCrato em seu próprio local observando ter área suficiente. Além disso, como forma de evitar os engarrafamentos no trânsito durante a festa, planeja construir uma perimetral ligando a Avenida Dom Francisco diretamente ao Parque Grangeiro. Como explica, facilitará o fluxo de veículos e criará toda uma condição de mobilidade urbana não só para a época da exposição.

Por meio do seu correligionário e ex-prefeito de Aurora, Carlos Macedo, a deputada estadual Eliane Novais, candidata do PSB ao governo do estado, manifestou seu desejo de escutar os cratenses para que estes possam apontar a solução que agrade a todos. Segundo ela, o povo é o dono dos recursos públicos e sabe bem mais que os candidatos. Eliane garantiu que o seu governo não irá tomar decisões precipitadas sem que haja uma interação com as mais diferentes classes sociais.

A reportagem tentou ainda ouvir a opinião do bancário e economista, Ailton Lopes, que é o candidato a governador do Ceará pelo PSOL, mas não conseguiu. Uma tentativa foi feita, também, por meio do jornalista Demontieux Fernandes que disputa o cargo de deputado estadual por essa mesma coligação formada pelos partidos políticos PSTU/PCB/PSOL, mas não obteve êxito após aguardar resposta por quase uma semana.

http://somdaterrafm.com.br - Com informações da Agência Miséria

Lá vamos nós:

É interessante ressaltar que volta e meia o tema da reestruturação do Parque Pedro Felício Cavalcante ( Parque de Exposições ) volta à discussão. Em consulta realizada anteriormente, a maioria da população Cratense é a favor de que o parque permaneça no local atual, contanto que seja revitalizado e sirva de área verde à população o ano todo, e existe inclusive um projeto completo, da gestão passada, elaborado pelo arquiteto José Sales, que de vez em quando publicamos aqui no Blog do Crato. Ei-lo novamente, para aqueles que não o conhecem:

Projeto para ampliação e modernização do parque da ExpoCrato nunca obteve resposta do Governador Cid Gomes

Um completo projeto de urbanização da área já foi entregue por 5 vezes e sempre obteve o silêncio como resposta!

Cadê os 25 a 30 milhões que o Governador Cid Gomes prometeu em 2009 para reforma ou construção de uma nova EXPOCRATO ? Há um projeto de urbanização da área, que é utilizada somente 30 por cento pelo atual parque de exposições. O projeto já foi entregue por 5 vezes ao governador Cid Gomes, que até hoje, deu o silêncio como resposta aos Cratenses. 

Veja reportagem da época ( Julho de 2009 )

samuel 01

Em audiência pública realizada na manhã da última terça-feira, dia 14 de Julho, no SESC Crato, para uma platéia de diferentes segmentos da sociedade, intelectuais, e a presença ilustre do representante do Governo do Estado, secretário do desenvolvimento agrário Camilo Santana, o prefeito de Crato, Samuel Araripe se adiantou à polêmica gerada por alguns sobre se deve ou não mover o parque de exposições para outro local, e já prevendo que a esmagadora maioria dos Cratenses optariam pela permanência do parque no local onde hoje se encontra, tirou literalmente "da manga", um projeto pronto, que contempla a ampliação e modernização do atual parque de exposições, e que o transformaria numa espécie de "Central Park" em pleno coração do Crato, com áreas verdes, pistas de cooper e até um lago, semelhante ao parque do Ibirapuera, em São Paulo. A audiência, que foi brilhantemente conduzida pelo Promotor de Justiça - Dr. Pedro Luis Lima Camelo, teve o pronunciamento de inúmeras pessoas renomadas da sociedade Cratense, e a cada vez em que os oradores se posicionavam sobre a permanência do parque no local atual, eram aplaudidos veementemente.

Segundo o prefeito Samuel Araripe:

"Precisamos trabalhar hoje projetando como será o Crato daqui a 50 ou 100 anos. Em breve, essa região que hoje é ocupada pelo parque da expocrato será o coração do novo Crato. Por ali, passarão avenidas gigantescas, que unirão bairros como Grangeiro à Vila Lobo, por exemplo. Pelas inúmeras manifestações do povo do Crato em diversas ocasiões, não temos mais dúvidas de que a população já escolheu que o parque deve permanecer aonde se encontra, agora, precisa ser modernizado e ampliado. Essa é uma excelente oportunidade de fazermos o Crato dar um Salto para o futuro, através da construção de uma malha viária que circundará o parque, e permitirá o acesso de quem vem de qualquer parte. O projeto da nossa autoria, e que consta no PRU, plano de requalificação urbana do município, contempla a qualidade de vida dos Cratenses, através de uma visão ecológica e ambientalista. Acreditamos no desenvolvimento sustentável. O Crato que eu quero deixar para as futuras gerações, é um Crato que pensa em desenvolvimento, em modernidade, mas a exemplo das melhores cidades do mundo, tem um sistema de integração voltado ao bem-estar do ser humano, sobretudo.

Esperamos que o nosso governador, para quem enviei o projeto de modernização, olhe com muito carinho para ele, e eu acho que ele vai olhar, pois já se dispôs a investir até 25 milhões de reais no parque de exposições ou no Crato. Creio que esse é um daqueles momentos históricos, em que temos a grande oportunidade de fazer o Crato dar um salto para a modernidade, preservando a qualidade de vida da população. Agora, não falta mais um projeto de modernização do nosso parque."

"A colocação do professor Cacá Araújo foi feliz, quando disse que nesta reunião temos o casamento perfeito, pois aqui veio o representante do governo do estado trazendo a boa vontade do governador em construir, e por outro lado, o prefeito do Crato que já trouxe o projeto para a ampliação e modernização do parque da expocrato. Agora, se quiserem, é só realizar."


Como Seria o Parque de Exposições:


parque 04



parque 03


parque 02


parque 01


O Arquiteto José Sales explica o projeto de ampliação e modernização do Parque de Exposições:

"A proposta é originária do escopo de projetos estruturantes do PRU CRATO/ Plano de Requalificação Urbana do Crato, de sua primeira versão Maio 2005. E gradativamente veio sendo melhorada e adequada as demandas tanto do Crato, que teria um grande parque central multiuso, como do próprio Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante, o modernizando integralmente.

Constam da mesma, além da contemporanização das instalações e equipamentos do próprio Parque de Exposições, melhorias incomensuráveis à area central do Crato. No ambito do Parque de Exposições, teríamos:

*
Implantação de um calçadão central de 1.400 metros de extensão onde estariam posicionados todos os equipamentos principais do parque.
*
Um novo tartesal para leilóes
*
Um conjunto de novos pavilhões de exposição agropecuária com 440 baias moduláveis
*
Um núcleo de restaurantes com funcionamento permanente
*
Um auditório com palco interno e abertura externa semlhante ao novo auditório do Parque do Ibirapuera, em São Paulo
*
Uma arena de vaquejada, com arquibancadas
*
Uma arena de shows e apoio infraestruturado por manifestações diversas durante todo o ano
*
Urbanização do Riacho do Parque de Exposições e preservação integral da arborização existente, notadamente das grandes timbaúbas lá postadas
*
Pista de cooper e equipamentos de ginástica ao ar livre
*
Estacionamento para público
*
Estacionamento para expositores
*
Currais e apoio infraestruturado
*
Alojamento para tratadores
*
Administração do complexo
*
Modernização do Corpo de Bombeiros Militar para suporte ao Parque
*
Modernização das Instalações Cavalaria Militar
*
Dotação de infraestrutura de drenagem e saneamento básico em todo o parque e equipamentos.
*
Arborização intensiva e primoroso agenciamento paisagístico com espécies nativas da Chapada do Araripe

No ambito do entorno teríamos:

*
A extensão da Avenida José Marrocos entre as imediações do Cemitério a interconectando diretamente com as Ruas Carolino Sucupira e Coronel Antonio Luís, acima do posicionamento das instalações do Campus do Pimenta da URCA, com extensões à Rua Anusia Rolim e à futura ligação Granjeiro/ Lameiro, resolvendo de forma definitiva a questão da mobilidade e acessibilidade ao bairro do Pimenta, ao Granjeiro e ao Lameiro. E também ao Alto da Penha, Conjunto Ossian Araripe e Conjunto Pantanal. Esta seria a maior modernização do sistema viário estrutural do Crato. Drneagem e pavimentação da via. Luminotécnica urbana.
*
Reconstrução do Açude do Parque de Exposição a montante, o transformando em uma bacia de acumulação para prevenção dos alagamentos no Parque, no Cemitério, na Rua da Vala e Praça da Sé. Transformação desta situação em um parque acessório ligado ao Baixo Granjeiro
*
Urbanização da Encosta do Alto da Penha e arborização intensiva da mesma. Consolidação de via paisagística. Consolidação de pista de cooper e equipamentos de ginástica ao ar livre.Drenagem, saneamento e luminotécnica urbana.
*
Urbanização da mata do IBAMA que originalmente faz parte da gleba original do Parque de Exposição e sua abertura para usofruto da população para fruição da natureza. Drenagem e saneamento da gleba.nUrbanizazação do encosta do Alto da Penha e sua transfromação em uma P
*
A dimensão da intervenção ultrapassaria a área restrita da gleba do Parque que é de 36 hectares, alcançando 44 hectares de benfeitorias urbanas e ambientais.

Cordialmente
José Sales

PS - Todos os estudos e proposições tem base técnica e podem ser comprovados inclusive do ponto de vista da viabilidade urbanística e ambiental, como economica e financeira. Não existe nenhuma área com esta dimensão, qualificação e posiconamento logístico, notadamente este, no Crato e já de propriedade pública. Só na compra e urbanização de algo similar seriam empregados algo da ordem de R$ 10 a 12 milhões, que já estão ali amortizados. Urbanização e acesso à mata do IBAM. A proposta consiste numa adequação do Parque de Exposições para PARQUE CENTRAL DO CRATO, com a reformulação dos usos e espaços, além de obras viárias, com abertura de via pericentral e via paisagística, implantação de drenagem da Área Central e rede de saneamento. Deverá ser um lugar de referência para as Exposições como para esporte e lazer e ter utilização permanente pela população local.

Reportagem: Dihelson Mendonça

Agradecimento ao Arquiteto José Sales:

O Blog do Crato agradece ao ilustre arquiteto José Sales, por nos fornecer todo o material da apresentação para a publicação aqui no Blog do Crato, bem como o texto com o detalhamento de cada parte do projeto. Esperamos poder publicar maiores detalhes do mesmo futuramente.

www.blogdocrato.com
Com informações do site miséria

Visite o grupo FICAEXPOCRATO no Facebook - https://www.facebook.com/ficaexpocrato


Valdemir Correia agradece aos Cratenses




Recebi com emoção, uma pequena homenagem publicada no Blog do Crato, no dia 28 de agosto passado, em relação ao meu aniversário. Neste dia, completei 76 anos de  idade, e pensei, refleti, e lembrei-me daquela musica... "E assim se passaram 10 anos"...só que no meu caso, não só foram 10 anos, e sim 76. lembro-me bem, que em janeiro de 1946, meu pai me trouxe, com 8 anos, montado na garupa do seu cavalo, para estudar aqui no Crato, pois lá em S. Sebastião, hoje D. Quintino, eu já tinha apendido a ler e a escrever, tudo que Dona Lozinha, minha querida professora tinha para me ensinar. Lembro-me bem das aulas de religião e de aritmética, cujo teste de conhecimento era feito no sábado. Neste dia, na maior tensão, a professora perguntava a um aluno: Quanto é 4 vezes 3... resposta: 12, professora! Muito bem, e aí perguntava a outro aluno... quanto é 8 vezes 8... o aluno aflito, trêmulo, gaguejava e respondia:  "sei não". Então a professora, fazia a mesma pergunta a outro aluno, que respondia. A professora então dizia... pegue a palmatória e aplique 10 bolos nele, para que o mesmo aprenda a tabuada. Os bolos eram dados com tanta força, que o aluno ficava com a mão inchada, e depois da aula ainda tinha que passar 10 minutos de joelhos, em cima de caroços de milho. E o pior, é quando chegava em casa, com um bilhetinho enviado pela mestra, no meu caso, ainda levava uma bela surra do meu pai.

Mas, isto tudo me traz lembranças inesquecíveis. Os meus colegas, em D. Quintino, e aqui no Crato, na maior parte, já partiram, deixando um grande vácuo dentro de mim, mas é isto mesmo, a vida continua, e eu ainda dou muitas graças a Deus, porque mesmo nesta idade já bastante avançada, ainda não pendurei as chuteiras, pois mesmo aposentado há mais de 20 anos, continuo trabalhando todo dia. Fiquei muito feliz ao ler neste blog, que a população do Crato passou para 127 mil habitantes, e tudo que vem de bem para esta querida cidade, terra do meu coração, me enche de alegria. 

Pois bem, completei 76 anos, não fiz festa, pois sou avesso a este tipo de badalação, e a data passou para mim, como outra qualquer.  Agradeço aos amigos que se lembraram de mim, a  minha família, que sempre esteve ao meu lado em todos os momentos da vida, que não foram muitos fáceis, e especialmente a Deus, que vem me preservando, e dando a felicidade de continuar lutando; Ao Blog do Crato, e aos cratenses, que considero todos como amigos, pois moramos e vivemos no mesmo pedaço de chão, que é esta beleza de cidade. 

Muito obrigado a todos.
Um grande abraço, 

Valdemir Correia de Souza





Em Juazeiro, Ciro fala para 2 mil pessoas e 21 prefeitos do Cariri


O ex-governador, ex-ministro e atual secretário de Saúde, Ciro Gomes foi aplaudido por cerca de 2 mil pessoas na noite desta segunda-feira (1), durante Encontro Regional de Lideranças em Juazeiro do Norte. Moradores de Juazeiro do Norte e caravana de quase todos os 27 municípios que compõem a Região do Cariri estiveram presente ao encontro no Elitas Buffer, no bairro Antônio Vieira.

Em pouco mais de uma hora de palestra, Ciro lembrou aos presentes que foi nos últimos sete anos que o Ceará, governado por seu irmão Cid Gomes, mais cresceu e garantiu projetos importantes para o desenvolvimento. Como exemplo citou a siderúrgica do Pecém, que deve ser inaugurada em 2016. "Precisamos trazer indústrias que darão lucro ao Estado. A siderúrgica será a base. Vai atrair outras grandes indústrias", ressaltou.

Ciro também falou sobre o atual quadro política da campanha eleitoral. O secretário de saúde tratou de tranquilizar o público presente afirmando que logo após a divulgação das próximas pesquisas, o que deve ocorrer até o próximo final de semana, "quem se debandeou para o outro lado vai voltar. As propostas de Camilo vem sendo divulgada e o povo tem tido um sentimento muito receptivo", disse.

Estiveram presentes no encontro os prefeitos de Lavras da Mangabeira, Dr. Tavinho (PRB); Missão Velha, Tardiny Pinheiro (PT); Jati, Neta (PR); Altaneira, Delvamberto Soares (Pros); Araripe, Hildo Pereira (PSD); Mauriti, Evanildo Simão (PT); Tarrafas, Girleuda Matias (PT); Várzea Alegre, Vanderlei FReire (PSD); Potengi, Samuel Alencar (PCdoB); Penaforte, Luiz Celestina (Pros); Porteiras, Manoel Novais (Pros); Nova Olinda, Ronaldo Sampaio (PSD); Jardim, Analeda Luz (Pros); Antonina do Norte, Antônio Filho (PDT); Assaré, Samuel Freire (PT); Barbalha, Zé Leite (PT); Brejo Santo, Guilherme Landim (Pros); Farias Brito, Jo´se Vandevelder (PCdoB); Cariús, Gilvan Oliveira (PPL); Araripe, Hildo Pereira (PCdoB); e Aiuaba, Germana Mendes (PSD).

Por: Flávio Pinto - Jornalista ( Reportagem e Fotos ) - do Site: Fávio Pinto News ( Reprodução )





Marina consolida voto e cresce desejo de mudança no eleitorado, mostra pesquisa


A última pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (29) mostrou Dilma e Marina empatadas com 34% e Aécio em terceiro lugar com 15%. Dois dados chamam a atenção na comparação com a pesquisa Datafolha feita quinze dias antes, em 15 de agosto.

A declaração de voto espontânea em Marina subiu de 5% para 22%. O voto espontâneo é aquele no qual o eleitor diz em quem pretende votar sem ser apresentado a nenhum candidato: cita o nome que lhe vem à cabeça. Isto indica, no mundo das pesquisas, uma certeza maior de voto (no voto “estimulado”, ao eleitor é apresentada uma cartela com os nomes dos candidatos – é este número que, em geral, ganha destaque na divulgação das pesquisas eleitorais).  Ao passar de 5% para 22% na “espontânea”, a intenção de voto em Marina mostra uma consolidação. Sugere, sobretudo, que Marina já não é mais uma “onda”, o que dá ideia de algo que vem e vai, mas que sua candidatura reflete um desejo mais enraizado no eleitorado. Sempre lembrando, é claro, que pesquisas mostram o “retrato” de um momento. Em uma eleição imprevisível como a de 2014, muita coisa pode mudar até 5 de outubro (como sugere a repercussão em cima do recente “lapso” do programa do PSB em relação aos direitos LGBT).

Seja como for, ao deixar de ser “surpresa” e “fenômeno”, Marina vai se tornando possibilidade concreta de vitória e de governo, o que lhe imporá, desde já, novas perguntas por parte do eleitor. Com quem governará exatamente? O que realmente pretende? Quem está ao seu redor? A “nova política” exclui os partidos? Se sim, como?

Na declaração espontânea de voto Dilma ficou com 27%, uma oscilação de 3 pontos para cima em relação ao levantamento anterior. Se é um tênue sinal positivo (dentro da chamada margem de erro), parece insuficiente para uma candidatura que teve o seu grau de exposição desde o início do horário eleitoral na TV em 19 de agosto.

Ou seja: apesar de todo o tempo de TV, bem superior ao dos adversários, Dilma não avançou na intenção espontânea de voto. Vem mostrando também vulnerabilidade em segmentos-chave do eleitorado, como os segmentos de menor renda (a maioria dos eleitores e onde as oposições tinham dificuldades de se projetar até a entrada de Marina) e os eleitores do Nordeste.

Chama a atenção também que o percentual de eleitores que desejam “mudança” nos rumos de governo, que já era alta (74%), ficou ainda mais alta nos últimos quinze dias, alcançando 77%.

Em suma, a pesquisa mais recente (virão outras por aí) reafirma a “mudança” como eixo da eleição 2014, ao mesmo tempo em que a candidatura Marina se desenha muito mais do que uma “onda”, parecendo encarnar o desejo mudancista que as pesquisas expressam desde as manifestações populares de junho de 2013. Se teremos de fato mudanças (não apenas de nomes mas de modo de fazer as coisas), o tempo dirá. 

Por Rogério Jordão - Blog do Rogério Jordão - Yahoo


Após 70 anos, cientistas explicam movimento de pedras gigantes



Após mais de 70 anos, cientistas finalmente resolveram o "mistério" das pedras que se movimentam sozinhas no deserto de Mojave, na Califórnia, em local conhecido como Vale da Morte. Richard Norris, da Universidade da Califórnia, ao lado de seu primo James Norris, foi o responsável pela pesquisa reveladora.

As pedras de cerca de 300kg ficam em um lago plano e seco, inteiro rodeado por montanhas. O rastro de seus movimentos é evidente e se explica por conta das chuvas na região. Em estudo publicado nesta semana na revista "PLOS ONE", eles afirmam que a chuva produz uma capa de água sobre o terreno. De noite, o frio congela essa água e forma uma fina capa de gelo na qual ficam presas as rochas.

Ao amanhecer, o gelo quebra e cria placas de vários metros de largura que são deslocadas com o vento. Dessa forma, as pedras se movem sobre o barro impulsionadas pelas placas de gelo, a uma velocidade de até cinco metros por minuto.

Richard e James filmaram o fenômeno, o que é muito difícil por conta das condições climáticas do local. Além disso, é muito raro chover no Vale da Morte, que mantém temperaturas médias altíssimas. A combinação só é possível com uma rara mistura de chuva e baixa temperatura, que congela a água antes que ela evapore, formando as placas de gelo.

Fonte: AP - Com Yahoo Notícias


Crato inicia vacinação da 2ª dose contra HPV


A Secretaria de Saúde do Crato inicia hoje, terça-feira, 2, em todos os postos de saúde, a vacinação da 2ª dose da vacina HPV nas meninas que tomaram a 1ª dose. Segundo a coordenadora da Imunização, Tereza Cristina Brito, a vacina não será nas escolas como foi na 1ª dose e sim nos postos de vacinação. “As meninas e seus respectivos responsáveis devem procurar o posto mais próximo de sua casa, levando o cartão de vacina ou o comprovante da 1ª dose. É importante que todos saibam que só fica imunizado contra o HPV com a tomada das 3 doses”, explica.

A campanha foi iniciada no Crato, no último dia 10 de março. É importante salientar que o Ministério da Saúde indicou que o município teria de vacinar 3.542 meninas na idade de 11 a 13 anos, 80% da população dessa faixa etária no Crato.  No início de abril a meta foi estabelecida, com 81,89%, das meninas cratenses vacinadas. Agora será a vez da segunda dose.

Com a inserção da vacina no SUS, o Ministério da Saúde acredita contribuir na redução dos casos de câncer de colo de útero.

Importante: O esquema das vacinas é organizado por três doses com intervalo de 6 meses da primeira para a segunda e 5 anos da primeira para terceira dose.

Fonte: PMC


01 setembro 2014

Porteiras comemora o centenário de criação da Diocese de Crato com construção de várias capelas

A mais nova capela de Porteiras
Dentro dos festejos pela comemoração do centenário de criação da Diocese de Crato foi estipulada a meta de construção de mais 100 novas capelas nas comunidades rurais do Cariri. A meta foi ultrapassada e 148 capelas já foram construídas em vários municípios integrantes da diocese. O município de Porteiras foi um dos que superaram a meta estabelecida.  Após anos de luta, o sonho dos católicos da comunidade de Malhada Redonda, zona rural de Porteiras, se concretizou no final da tarde da última sexta- feira, dia 29 de agosto, com a benção episcopal e inauguração da capela dedicada à Nossa Senhora Aparecida.
A solenidade contou com a presença do Bispo da diocese de Crato, Dom Fernando Panico, do padre José Sampaio, do Prefeito Manoel Novais (doador do terreno onde a capela foi construída), da primeira dama Socorrinha Novais, do Presidente da Câmara de Vereadores,  Mundinho Inácio e outras lideranças daquele município.
Dom Fernando, parabenizou a comunidade pela concretização de tão importante obra de evangelização. “ Uma obra maravilhosa e muito significante para a comunidade e todos nós”, disse o Bispo. Fiéis de várias comunidades de Porteiras também se fizeram presente à esse momento histórico para a Malhada Redonda que agora tem um lugar para se reunir e falar com Deus.
Enquanto isso o pároco de Porteiras, Pe. José Sampaio, já iniciou a construção de mais três capelas na zona rural daquele município. São as capelas dedicadas a  Nossa Senhora da Glória, a São João e a Nossa Senhora do Bom Conselho.
Texto e foto: Patrícia Silva

Katie King - Por: Emerson Monteiro

Por vezes ouvimos dizer que após deixar este mundo até hoje ninguém voltou para trazer notícias do outro lado da vida, argumento esse utilizado na intenção de demonstrar pouco caso com relação à existência de outra dimensão além desta aonde mourejamos na esperança da imortalidade, de que falam os mestres e profetas.

A ciência, no entanto, dispõe de elementos suficientes para cobrir essa lacuna, através de acontecimentos registrados, por exemplo, na Grã Bretanha da segunda metade do século XIX, os quais a seguir descreveremos.

De 1870 a 1873, o cientista sir William Crookes, nascido em Londres a 17 de junho de 1832, promoveu em laboratório uma investigação detalhada com experiências de materialização do espírito denominado Katie King, utilizando a sensitiva (médium de efeitos físicos) Florence Cook, todas fixadas em quarenta e quatro fotografias batidas com raios infravermelhos.

Por meio de substância denominada ectoplasma, cedida pela médium, o espírito pode reconstituir sua fisionomia e se manifestar neste plano material, agindo pela própria vontade, inclusive a tocar instrumentos musicais naquela ocasião. Outro cientista, na Alemanha, Friedrich Zollner, também chegou a efetivar prática semelhante.

Quando, depois, perseguido pela comunidade científica inglesa, negou-se Crookes reeditar seus artigos sobre o assunto e evitou deixar circulassem as fotografias feitas do espírito, hoje depositadas em arquivo ao dispor dos que pretendem conhecer mais a propósito desse assunto.

Com aquilo, no ano de 1904, o físico inglês admitiu a liquidação definitiva do materialismo e confessou crença absoluta na sobrevivência dos que passam ao Além e de lá nos observam, conclusão apreendida nas citadas experiências. No livro intitulado Fatos Espíritas, relatou as fases de seus estudos, mostrando, sem margem de dúvidas, o poder extraordinário dos espíritos para recriar a forma que possuíram na carne, utilizando a matéria física em forma de ectoplasma.

Florence Cook caia em transe antes das materializações, ficando sob as influências do processo mediúnico na medida em que o espírito adquiria o domínio da situação, até se mostrar por inteiro, com o decorrer do tempo das várias experimentações, numa média de duas sessões semanais.

Seu rosto a princípio dava a impressão de ser oco por trás. Mais tarde preencheu-se, os crepes ectoplásmicos se tornaram menos abundantes e, um ano depois, ela já conseguia caminhar do lado de fora da cabine.

Portanto, no decorrer de três anos, Katie King, jovem filha de um corsário jamaicano do século XVIII, loura, alta, de pele e olhos claros, se materializava próxima da médium Florence Cook, jovem de quinze anos ao início dos trabalhos, pele morena, estatura mediana, olhos e cabelos castanhos, sob o testemunho presencial dos frequentadores do estúdio, inclusive provenientes de outros países. Dentre as inigualáveis contribuições de William Crookes no campo da Física e da Química consta a descoberta do quarto estado da matéria, o estado radiante.

Reportagem - O Santuário da Penha de França - Por: Padre Raimundo Elias


Por ocasião dos Festejos de N. Senhora da Penha em Crato

"Meu caro Dihelson,Por ocasião do início da Festa de Nossa Senhora da Penha, e por saber que as origens dessa devoção, aí em Crato, encontram-se na Penha de França, aqui na Espanha, estou lhe enviando este artigo, acompanhado de algumas fotos de quando lá estive, ano passado. Por gentileza, peço que você veja e, naturalmente, se julgar útil e oportuno, publique no 'nosso' (afinal, abro todos os dias) Blog do Crato.
Atenciosamente,
Pe. Raimundo Elias."

A subida ao santuário da Penha

A Penha de França é uma montanha que se ergue a 1.723 metros de altura, situada ao sul da província de Salamanca, na Espanha. É, sem dúvida, a montanha mais elevada da Serra de França, na qual foi edificado o santuário mariano mais alto do mundo. Conhecida pela sua “Virgem Negra” e seu imponente santuário, a Penha de França é praticamente inacessível no inverno, por causa da neve e, por outro lado, tem grande afluência de turistas nos meses de verão na Europa. Dispõe de uma grande hospedaria, além do convento onde residem os frades dominicanos, desde o ano de 1437.
Aliás, segundo conta a história, é em torno dessa data que o bispo de Salamanca, ao ver que a montanha da Penha estava sendo objeto de fortes disputas de poder entre alguns proprietários locais, cede ao provincial dos dominicanos os direitos sobre a ermida construída naquele monte. Alguns meses depois, uma comunidade de cinco frades dominicanos assume canônicamente a ermida em causa. Em pouco tempo, o número de religiosos da comunidade estabelecida na Penha, cresceu rapidamente e fincou raízes naquela região. Nos primeiros anos do século XVI (entre 1500 e 1510), a comunidade dominicana já contava com mais de vinte religiosos, dos quais muitos partiram como missionários pelo mundo afora, sobretudo, para América e Extremo Oriente. Foram eles, portanto, os principais impulsionadores da devoção da Penha naquelas terras.
Ora, não deixa de ser estranho o nome de Penha de França que se dá à serra e à montanha onde se descobriu a imagem da Virgem. Afinal, são terras espanholas e não francesas. O motivo deste nome, porém, não se sabe ao certo. O que se sabe é, tão somente, da existência de uma colônia francesa que figura dentre aqueles que repovoaram a província de Salamanca no século XI, a exemplo do que ocorreu mais tarde com outras cidades, tais como: Toledo, Córdoba e Sevilla. Isto, talvez, explique o motivo pelo qual tenha sido dado o nome de “França” àquela Penha.



A origem da imagem da Virgem da Penha de França
A imagem original da Virgem da Penha foi encontrada pelo francês Simón Vela em 19 de maio de 1434. Tratava-se de uma escultura de estilo românico, provavelmente do século XII, que representava a Virgem sentada, segurando o filho nas suas mãos e que, supostamente, havia sido escondida por trás do penhasco, no alto da Penha de França, na época das lutas entre mouros e cristãos. A escultura original permaneceu no santuário até o dia 17 de agosto de 1872, data em que foi roubada, aproveitando a situação de abandono em que se encontrava o santuário. Porém, em dezembro de 1889, os ladrões devolveram a imagem aos dominicanos de Santo Estêvão, em Salamanca. E por ter sido devolvida em estado irrecuperável, o bispo da Diocese de Salamanca encomendou ao escultor José Alcoberro, uma nova imagem que incorporasse a ela os restos da primeira, em forma de relíquia. E assim foi feito. Portanto, a segunda imagem, feita por este citado escultor, é a que atualmente se venera no santuário da Penha.

A história da Tradição Religiosa da Penha de França

Houve um tempo em que nada de importante acontecia no mundo sem que uma vidente o anunciasse e um homem santo o sonhasse. Na descoberta da Virgem da Penha de França, não foi diferente. A vidente era Joana e o santo sonhador, Simón Vela. Conta a lenda e a tradição, que uns dez anos antes que fosse encontrada a imagem da Virgem da Penha, em um povoado que fica a uns vinte e cinco quilômetros da Serra da Penha, chamado Sequeros, vivia uma jovem piedosa de nome Joana. Quando esta jovem, em consequência de uma longa e grave enfermidade, parecia ter morrido e todos já choravam a sua morte, inesperadamente, voltou a si e começou a anunciar aos seus pais as calamidades que sofreriam por conta das muitas injustiças que praticaram e das propriedades por eles mal adquiridas. Depois, dirigindo-se a sua mãe, como que buscando consolá-la, disse-lhe: “volta o teu rosto para a Penha de França, põe-te de joelhos e com fé e devoção, reza três Ave Marias em honra e reverência a uma Virgem que lá está escondida há duzentos anos. E logo sentirás descanso em teu coração. Dita imagem, em pouco tempo, há de ser manifestada e, por meio dela, Nosso Senhor fará muitos milagres e maravilhas. E depois que a imagem tiver sido revelada, virão muitas pessoas de todas as nações, reverenciá-la naquela montanha.”

Além disso, a vidente anunciou que no Dia da Santa Cruz, ao por do sol, apareceriam três cruzes, uma delas sobre a Penha de França, “de onde a gloriosa imagem haverá de revelar-se a um homem bom e, em homenagem à Mãe de Deus, se construirá um Mosteiro da Ordem dos Pregadores (dominicanos), que será um lugar de muita devoção.” A memória da Vidente de Sequeros perdurou no tempo, sendo recordada por todos como a “Moça Santa de Sequeros”.

Por outro lado, Simón Vela nasce em Paris no ano de 1384. Seus pais, Rolán e Bárbara, eram nobres e ricos. Mortos estes, juntamente com sua única irmã, Simón, que tinha apenas 17 anos, aplica todo o seu patrimônio familiar em obras de caridade e beneficência e se refugia em um mosteiro franciscano. Ali, recebe as primeiras informações sobre uma suposta imagem da Virgem oculta na Penha de França. Depois de deixar o mosteiro e procurar, sem êxito, por nove anos seguidos, a Penha de França em seu país, se une a um grupo de peregrinos que viaja a Santiago de Compostela, na Espanha. De lá, segue para Salamanca, onde se hospeda por algum tempo.
Um belo dia, em uma praça de Salamanca, escuta a conversa de uns serranos sobre a Penha de França e resolve segui-los. Depois de dedicar alguns dias à procura da imagem, entre os campos e penhascos da Penha, é surpreendido por uma tormenta no alta da montanha e uma pedra, desprendida por um raio, o fere na cabeça. Estando velando com sua habitual oração, ouviu uma voz que lhe disse: “Simón, vela e não durmas”. Na noite seguinte, viu um grande resplendor e uma Senhora Belíssima que lhe disse: “aqui cavarás e o que encontrares o colocarás no mais alto do penhasco e farás uma majestosa casa.”
Simón, volta à casa onde estava hospedado e, no dia seguinte, regressa à Penha acompanhado de cinco vizinhos. Lá chegando, começam a separar algumas rochas no lugar onde Simón havia tido a visão e descobrem, por detrás delas, a imagem da Virgem. Prontamente, ajudado por pessoas da vizinhança, Simón ergue uma pequena cabana no lugar onde haviam encontrado a imagem. Três meses depois, inicia a construção da capela no alto do penhasco, para onde a levam. Sabe-se que, desde 19 de maio de 1434, quando foi encontrada a imagem, até 11 de março de 1438, quando do seu falecimento, Simón Vela trabalhou incansavelmente na construção do novo santuário mariano. Nesse meio tempo, em 1437, os frades dominicanos vieram assumir a responsabilidade sobre a Penha de França e foram eles as testemunhas da morte de Simón Vela e depositários de sua última mensagem: “depois da minha morte, se manifestarão na Penha as imagens de Santiago, Santo André, Santo Cristo, Santa Catarina e um sino”. (Até o momento, só as suas primeiras foram encontradas).
Uma formidável expansão alcançou o culto à Virgem da Penha, entre os séculos XVI e XVIII, obedecendo, fundamentalmente, a dois fatores. Por um lado, ao apoio que o santuário recebeu, desde o início, tanto das autoridades civis como das religiosas e, por outro, à impetuosa corrente de religiosidade popular que despertou a devoção em torno da imagem aparecida no mais alto daquele penhasco. E, assim, reis e papas não pararam de promover e incentivar a imensa devoção popular que suscitou a imagem encontrada por Simón Vela.
A proteção oficial e a religiosidade popular provocaram uma verdadeira enchente de donativos, possibilitando a construção do santuário, do convento, da hospedaria e, depois, no começo do século XVI, a edificação de outras magníficas instalações que vieram completar a obra arquitetônica que chegou aos nossos dias. Inclusive, a lista de posses e joias que o santuário foi acumulando através destes séculos de explendor, preenche muitas e muitas páginas de algumas histórias que sobre ele se escreveram ao longo dos anos. Todavia, de acordo com inúmeros testemunhos, o santuário sempre buscou administrar tão rico patrimônio, procurando reverter as suas rendas em favor dos peregrinos que o visitavam e dos numerosos pobres da região. Oxalá que assim o seja!

(Do texto em espanhol: “Peña de Francia”, de autoria de Ángel Pérez Casado. )
Fotos, Tradução e Adaptação do texto: Pe. Raimundo Elias Filho                     

Encerrado neste domingo o novenário a Nossa Senhora da Penha


Neste 31 de agosto, a comunidade católica de  Crato festejou a última noite de novena à Nossa Senhora da Penha. A solenidade foi presidida pelo bispo diocesano,  Dom Fernando Panico, que meditou sobre o tema "Maria, ensinai-nos a confiar nas promessas de Deus". A festa de Nossa Senhora da Penha -- comemorada no dia 1º de setembro -- já está sendo considerada a maior dentre as 246 festas realizadas pelos católicos da Cidade de Frei Carlos Maria de Ferrara.
 Divulgação e Fotos: Paróquia de Nossa Senhora da Penha de Crato

31 agosto 2014

Cardeal Dom João Braz de Aviz já se encontra em Crato

 O cardeal João Braz de Aviz escuta a Banda de Música de Crato à saída do Aeroporto de Juazeiro do Norte
Desembarcou na tarde deste domingo, no Aeroporto Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, o cardeal Dom João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Instituto de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica da Igreja Católica, do Vaticano, e representante do Papa Francisco para a coroação da imagem histórica de Nossa Senhora da Penha, Padroeira da cidade de Crato. A solenidade da coroação acontece logo mais, às 18h:30min desta segunda-feira, no átrio da catedral de Crato, logo após o término da tradicional procissão da Virgem da Penha.
No Aeroporto em Juazeiro do Norte, o cardeal Dom João Braz de Aviz foi recebido pelo bispo diocesano, Dom Fernando Panico, que estava acompanhado por mais de dez padres das cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Missão Velha, além de um representante do prefeito de Juazeiro do Norte. À chegada, o cardeal recebeu uma Corbélia de flores, que lhe foi entregue por Madre Feitosa, enquanto a Banda Municipal de Crato entoava dobrados e canções religiosas, no saguão do aeroporto.
Sempre alegre e atencioso, o cardeal Dom João Braz de Aviz concedeu entrevistas às emissoras de rádio e de televisão do Cariri. Na ocasião, um jovem se aproximou do cardeal e lhe ofereceu uma pequena imagem artesanal, de madeira, do Padre Cícero. O cardeal beijou a estatueta, agradeceu o presente e seguiu cumprimentando as pessoas que encontrava  a sua volta. Na saída para Crato,  o carro que conduzia o cardeal foi acompanhado por dois membros da Polícia Tática do Ceará, os quais – utilizando motos – iam abrindo o trânsito até chegar ao Hotel Pasárgada, no bairro do Belmonte em Crato, onde o cardeal está hospedado.
Dom João Braz de Aviz presidirá logo mais à missa solene das 09 horas, na Sé Catedral, ao lado de Dom Fernando Panico, de Dom Plínio Luz (bispo de Picos-Piauí) e de Dom João José Costa, bispo de Iguatu. Às 10h45min desembarcarão – no aeroporto de Juazeiro – os demais bispos do Ceará que participarão, no final da tarde, da solenidade de coroação da imagem histórica de Nossa Senhora da Penha. 

Sem a conhecida cautela dos mineiros, Aécio Neves afirma que Dilma já perdeu a eleição - Postado por Armando Rafael





( Jornal “O Estado de S. Paulo”)

Candidato tucano ao Planalto participou de jogo com artistas e políticos no centro de futebol do ex-jogador Zico, no Rio de Janeiro

RIO - Candidato do PSDB à presidência da República, o senador Aécio Neves afirmou no início da tarde deste domingo, 31, que já é certa a derrota de Dilma Rousseff (PT) na eleição. "O atual governo fracassou, essa é a questão central, e não vencerá as eleições o grupo que está hoje no poder", cravou o tucano, que voltou a criticar o programa de governo da adversária Marina Silva, do PSB. Segundo Aécio, que participou de jogo com artistas e políticos no centro de futebol do ex-jogador Zico na zona oeste do Rio de Janeiro, o PSB traz em seu programa temas defendidos historicamente pelo PSDB, e já criticados num passado recente por Marina e pela presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.
Depois de dizer que Dilma não vencerá, Aécio afirmou que das "duas alternativas competitivas que aí estão", uma é a do PSDB (a outra, a do PSB). "Apresentamos uma alternativa absolutamente coerente com nosso passado, com aquilo que pensamos lá atrás, e com o que queremos fazer pelo Brasil. E a população brasileira terá a oportunidade de avaliar entre essas propostas, até porque não há nada mais velho na política do que o discurso adaptado às circunstâncias do momento", disse, em referência às corriqueiras críticas que Marina Silva faz ao que tem chamado de "velha política".
Participam do jogo, além de Zico e Aécio, os ex-atletas Bebeto (campeão mundial de futebol em 1994 e candidato à reeleição como deputado estadual no Rio) e Giovanni (ex-jogador de vôlei, candidato a deputado federal pelo PSDB em Minas Gerais) e artistas como o ator e cineasta Márcio Garcia. Aécio jogou com a camisa 45 no mesmo time de Zico, que vestiu a 10.

O Mímico - Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Em setembro de 1984, quando eu era presidente do Rotary Clube do Crato, acompanhava juntamente com Magali, minha mulher, o Governador do Rotary do Distrito 4490, o saudoso companheiro professor Agerson Tabosa a uma Reunião Festiva do Rotary Clube de Mauriti. Anualmente, o governador de um distrito rotário tem por dever visitar todos os clubes rotários da área a qual supervisiona. Ao final da reunião em Mauriti, foram apresentados aos convidados diversos números artísticos de jovens da comunidade local. O que mais nos marcou foi a apresentação de um jovem mímico. O número por ele apresentado representava um faxineiro limpando uma fictícia parede de vidro, com uma perfeição tão grande, que parecia real. 
 
Após a apresentação, o presidente do Rotary Clube de Mauriti apresentou aquele jovem artista ao Professor Agerson Tabosa, solicitando que o Rotary interferisse para conseguir uma Bolsa de Estudos na França, para que aquele jovem tivesse um aperfeiçoamento. E o governador simplesmente respondeu que ele me procurasse na Coelce, em Juazeiro. A principio eu pensei que ele fosse me dar algumas instruções sobre o andamento daquele merecido pleito. Mas ele voltou para Fortaleza sem nada me orientar.

Dois ou três dias depois, quatro jovens de Mauriti me procuraram na Coelce. Um deles era o mímico. Tentei um contato telefônico com o companheiro Agerson, sem obter êxito. Então dei a eles o telefone do Governador do Rotary e que o procurassem em Fortaleza. A coisa ficou mais difícil, pois eles desejavam ir os quatro para Fortaleza, não tinham a passagem e nem dinheiro para tal viagem. Alguém sugeriu uma apresentação dele em Juazeiro, mas eu não sabia como fazer isso. Então me lembrei de Divani Cabral, contei toda essa história a ela e pedi que os recebessem, pois eles gostariam de fazer uma apresentação no Crato. Para minha surpresa, na volta para casa na noite daquele mesmo dia, ao passar pelo Teatro Rachel de Queiroz, vi uma movimentação de pessoas e alguns cartazes anunciando o espetáculo. Se não me engano houve duas ou três apresentações que infelizmente não pude assistir por conta do meu trabalho à noite.

Em janeiro de 1990, eu fui transferido para Fortaleza. Aqui, pela televisão víamos os anúncios dos espetáculos de humor com novos artistas que surgiam naquela época: Meirinha, Rossicléa; Adamastor Pitaco, Falcão, Lailtinho Brega e um certo Zé Modesto, que eu vendo a imagem dele na televisão, imaginava ser aquele mímico de Mauriti. Mas somente, quando ele fez parte da "Escolinha do Professor Raimundo" é que fiquei sabendo que o personagem "Zé Modesto" era uma criação de João Neto, o mímico de Mauriti, para quem eu não pude dar uma ajuda mais substancial. Jamais soube se ele conseguiu a bolsa de estudo que sonhava. E também trinta anos depois, aida não o encontrei para relembrar aqueles velhos tempos. Mas em todo caso ele foi mais um cearense vitorioso. .

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Inferno Astral: Chega ao fim a pior semana do governo Dilma Rousseff (até agora) - Postado por Armando Rafael


Nem a maquiagem conseguiu disfarçar a noite mal dormida. Também mudou o disco: o discurso desta vez não teve as surradas comparações com o governo de FHC

Dados econômicos decepcionantes e revés político inesperado colocam a presidente em situação, no mínimo, constrangedora A divulgação, nesta sexta-feira, do resultado do Produto Interno Bruto (PIB), do rombo nas contas públicas e da pesquisa Datafolha, que aponta não só a vitória de Marina Silva (PSB) no segundo turno das eleições presidenciais, como também o empate com Dilma no primeiro turno, encerrou aquela que foi, até agora, a pior semana do governo da presidente desde que assumiu, em janeiro de 2011.

E Dilma muda o alvo e parte para o ataque contra Marina

Um dia depois dos novos números do Datafolha, presidente-candidata sugere que a adversária é autoritária e suas propostas são 'fundamentalistas obscurantistas e retrógradas' A resposta veio rápido. Em um comício na cidade de Jales, no interior de São Paulo, a presidente-candidata Dilma Rousseff deixou de lado a artilharia contra o PSDB e dirigiu suas críticas a Marina Silva (PSB), seguindo à risca a orientação do PT para centrar fogo na nova rival direta pela disputa ao Palácio do Planalto. "Numa democracia, quem não governa com partidos está flertando com o autoritarismo. No mundo, não há um único lugar em que se governa sem partidos", disse a petista. Filiada ao PSB somente para disputar as eleições, Marina é idealizadora da Rede Sustentabilidade, partido que foi barrado pela Justiça Eleitoral, e crítica das agremiações regidas pelo que chama de "velha política". Uma das linhas de ação traçadas pelo PT é martelar que, se eleita, Marina não terá respaldo dos partidos no Congresso Nacional que hoje apoiam Dilma.

(Fonte: Veja on line)

NOTICIAS (por Armando Lopes Rafael)

Centenário da Diocese de Crato: festividades para os dias 1º a 04 de setembro de 2014

    Dia 1 de setembro
9h: Missa Solene na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato
10h e 30: Acolhida aos bispos do Estado do Ceará,  no aeroporto de Juazeiro do Norte
17h: Procissão da Virgem da Penha
18h: Coroação da imagem histórica de N. Sr.ª da Penha, pelo enviado do Papa Francisco, cardeal Dom João Braz de Aviz,  na Praça da Sé

   Dia 02 de setembro
9h: Cerimônia de inauguração da nova Cúria Diocesana Bom Pastor, localizada na Rua Teófilo Siqueira, em Crato
10h: Palavra do Cardeal Dom João Braz Aviz para o clero da Diocese de Crato
15h: Visita do cardeal Dom João Braz de Aviz e dos bispos do Ceará a Santana do Cariri, terra da Srva de Deus Benigna Cardoso

   Dia 03 de setembro
9h: Encontro do cardeal com os (as) religiosos (as) residentes na Diocese de Crato, na Abadia Nossa Senhora da Vitória, em Juazeiro do Norte
13h e 30: Embarque para Roma do cardeal João Braz deAviz  no aeroporto de Juazeiro do Norte

 Dia 04 de setembro
Reunião dos Bispos do Regional CNBB, Nordeste 1, no Pasárgada Hotel, localizado no bairro Belmonte em Crato
 Dia 05de setembro
Retorno dos bispos cearenses para suas cidades


Governo do Ceará nada fez pela recuperação do velho engenho do sítio Fundão

Primeiro: reconheço que os dois governos de Cid Gomes foram dos mais operosos na história administrativa do Ceará. Por dever de justiça temos de dizer que Cid Gomes fez muito pelo Crato. Uma de suas maiores conquistas, nesta cidade, foi a desapropriação do sítio Fundão, transformando-o numa reserva ecológica. Lamentavelmente, porém, o velho engenho de madeira, lá existente, continua em ruínas e nada foi feito para restaurá-lo.
Ora, o “engenho de pau” (como é chamado pelo povo) localizado no sítio Fundão, é o último e único exemplar dos antigos engenhos de madeira que resta do ciclo econômico da cana-de-açúcar, base da economia do Cariri cearense, nos séculos 18 e 19. A importância histórica das edificações desse engenho é imensa. Sua construção em ruínas é o que resta dos exemplares (todos os demais foram extintos) do nosso valioso patrimônio agro industrial.  Nunca é demais repetir que a noção de patrimônio está relacionada à herança, à propriedade de bens materiais ou imateriais. Nesse sentido o velho engenho de pau da Reserva Ecológica do Fundão é fundamental para a preservação da memória do Cariri.

Quando o governador Cid Gomes desapropriou o Sítio Fundão, em 2008, o velho engenho de pau foi incluído no projeto de restauração e reformas. No entanto, em 2011, quando o Promotor de Justiça, Dr. Pedro Luiz Camelo, realizou uma audiência pública sobre o abandono em que se encontrava a nova reserva ecológica, lembrou a responsabilidade do Governo do Ceará para a recuperação do engenho. Este estava sendo paulatinamente destruído pelos vândalos. Decorridos mais de três anos daquela audiência nada mudou, infelizmente.
Muita coisa foi feita no sítio Fundão, é verdade. Mas o velho engenho ficou de fora das reformas e restaurações. Nos dias atuais esse abandono só piorou. O engenho de pau do Fundão vem sendo destruído pela ação do tempo, já que vem sofrendo a ação do sol e da chuva. A luta para salvar aquele patrimônio histórico deve ser de toda a comunidade cratense. Onde estão os vereadores que não incorporaram essa bandeira? Onde está o Departamento de História da URCA, ora mudo nessa questão? Onde estão os nossos clubes de serviço que não se movimentam nesse sentido? E a nossa imprensa, até o momento omissa sobre este assunto? Onde está o próprio povo de Crato, que fez história ao ocupar a Câmara de Vereadores, mas não faz sequer uma passeata para sensibilizar nossas lideranças para a restauração do engenho de pau do sítio Fundão?


                                                  Propaganda superada



As cidades do Cariri estão entupidas de veículos, dotados de possantes caixas-de-som a divulgar propaganda política. Você já ouviu falar que alguma pessoa tivesse decidido em quem votar a partir de uma propaganda veiculada por um carro de som? Nem eu. Aliás, toda vez que passa um carro de som provoca barulho, incomoda quem ouve e interrompe uma roda de conversa. Por mais que imagino não consigo saber o porquê de ainda ter candidato utilizando carro de som, um dos mais atrasados e ineficientes meios de propaganda eleitoral.

Besteira muita

Além de não existir marketing nesse tipo de propaganda, o que se propaga mesmo é unicamente a poluição sonora. Foi por isso que as autoridades da cidade de João Pessoa proibiram a circulação de carros de som com propaganda eleitoral nas principais vias onde trafegam transportes coletivos na capital paraibana. Medida acertadíssima...

2014: população de Crato chega a 128 mil habitantes



Segundo as estimativas oficiais do IBGE, a população do município de Crato – com data de referência em 1º de julho de 2014 – é de 127.657 habitantes. A população da conurbação Crajubar (Crato, Juazeiro, Barbalha) soma 449.708 habitantes, já que Barbalha tem 58.347 e Juazeiro do Norte possui 263.704 moradores residentes.

Já a população da Região Metropolitana do Cariri...
E qual a população da RMC? Além dos moradores do Crajubar (Crato, Juazeiro, Barbalha), acrescente-se a população de Altaneira (7.271), Caririaçu (26.840), Farias Brito (18.937), Jardim (27.069), Missão Velha (35.150), Nova Olinda (15.048), Santana do Cariri (17.457) o que totaliza: 597.120 pessoas, praticamente 600 mil habitantes. Na verdade uma expressiva região metropolitana.

A lanterninha
Qual a menor cidade do Cariri? Quem disse Grangeiro acertou na mosca! Na data de referência em 1º de julho de 2014, Grangeiro tinha oficialmente 4.431 habitantes. Disparadamente, a lanterninha em termos de população no sul do Ceará.

No mais
Os municípios de Farias Brito e Porteiras perderam moradores. Setenta pessoas deixaram de residir em Farias Brito e três em Porteiras. Crescimento pífio também foi registrado em Santana do Cariri que teve um acréscimo de apenas 287 pessoas.

Crato é uma festa!
Desembarca neste domingo às 14:30h no Aeroporto Regional do Cariri, o cardeal Dom João Braz de Aviz, atual prefeito da Congregação para os Instituto de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica da Igreja Católica, do Vaticano. Na tarde-noite de 2ª feira, dia 1º de setembro, e na qualidade de enviado especial do Papa Francisco, Dom João Braz de Aviz vai coroar a imagem histórica de Nossa Senhora da Penha, Padroeira de Crato e da Diocese. Esta solenidade vai se constituir na maior manifestação católica já acontecida ao longo da existência desta Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos.

Revoada de bispos
Também na próxima segunda-feira, dia 1º de setembro, chegarão a Crato todos os bispos do Ceará (titulares e eméritos). A única exceção é o bispo de Crateús, ora participando de curso em Roma, Itália. Em Crato, os bispos participarão da solenidade de coroação da imagem histórica de Nossa Senhora da Penha. Depois, na sala de convenções do Pasárgada Hotel, no aprazível bairro Belmonte, ao sopé da Chapada do Araripe, os sucessores dos apóstolos farão encontro do Regional CNBB–Nordeste 1, ou seja, do estado do Ceará, que acontece nos dias 02 e 03 de setembro.

Catedral de Crato vai ganhar novo altar



A imponente catedral de Crato


Assim que terminar o novenário de Nossa Senhora da Penha, o Cura da Sé, padre Edimilson Neves Ferreira, começa o projeto da construção de um novo altar na catedral de Crato. Ali ficarão a imagem histórica de Nossa Senhora da Penha e a do co-padroeiro de Crato, São Fidelis de Sigmaringa. Tornou-se uma tradição: todo ano o padre Edimilson dota a mais importante igreja de Crato de novo melhoramento. Esforçado, esse sacerdote.

Edições Anteriores:

Agosto ( 2014 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31