xmlns:fb="http://www.facebook.com/2008/fbml" xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> BLOG DO CRATO | O Crato na Internet desde 2005
.

VÍDEO - SAAEC entrega água preta de péssima qualidade à Vilalta, em Crato. www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense - Clique em Curtir e Adicione a sua Foto !

20 dezembro 2014

Curiosidades da história do Cariri: quem criou a denominação “Crajubar”?


Foi o Dr. Jéferson de Albuquerque e Souza (foto ao lado), que também foi o 4º Presidente do Instituto Cultural do Cariri e o 5º Presidente do Rotary Club de Crato. Ele nasceu em Pacatuba, Ceará, em 20 de abril de 1910 e faleceu em Fortaleza, em 17 de fevereiro de 1991. Hoje os seus restos mortais estão sepultados no Cemitério Nossa Senhora da Piedade em Crato, Ceará, cidade que lhe acolheu desde moço e pela qual nutria um grande amor. Filho de Antônio de Albuquerque e Sousa e Diva de Albuquerque e Sousa. Foi casado com dona Letícia de Figueiredo Albuquerque, ela, irmã do escritor J. de Figueiredo Filho, também falecido Filhos: Diana de Figueiredo Albuquerque; Eleonora de Figueiredo Batista; Jefferson de Albuquerque Junior; Ronald de Figueiredo Albuquerque. Ângela de Figueiredo Albuquerque (falecida): Maria Cristina de F. Albuquerque e Antônio José Figueiredo Albuquerque. Um tio do Dr.Jeferson, o desembargador Faustino de Albuquerque, foi governador do Ceará.
Bacharelou-se em Direito em 1935, na faculdade de Direito do Ceará e logo após a formatura, fixou-se na cidade do Crato, dedicando-se à advocacia, juntamente com o Dr. Antônio de Alencar Araripe. Foi durante muitos anos, funcionário do Banco do Brasil, com atuação na sua Carteira Agrícola, como fiscal. Deve-se ao Dr.Jeferson a criação do termo Crajubar (Crato-Juazeiro-Barbalha) que hoje denomina, oficialmente, a conurbação que congrega essas três cidades que formam um único núcleo na Região Metropolitana do Cariri.
Idealizador do movimento de criação da Floresta Nacional do Araripe, era ecologista e foi também subprocurador Geral do Ceará. Poeta, locutor, escultor e pintor. Extravasa seu espírito irrequieto, sua personalidade multiforme e sua ânsia de servir, de se comunicar e de fazer amigos". Além de homem prático e atuante, rendia também suas homenagens às Musas e publicou 3 livros de poesias; Diz Dr. Borges, ao fazer-lhe a biografia: "Era assim o Jefferson, a bondade inexcedível, o homem que amava, acima de tudo a Deus. A família e a Pátria, a humanidade, os amigos e o Crato, aos quais serviu indormidamente, durante mais de 50 anos.”.
A Prefeitura e a Câmara Municipal do Crato prestaram-lhe homenagens. Na sua morte foi Decretado luto oficial no Município, por 3 dias: Hoje é nome de Rua em Crato no Bairro do Seminário (nas casas populares). Foi também, presidente da APAE de Juazeiro, do Sindicato dos Bancários do Cariri, da Comissão Central da Exposição do Crato, da sociedade Cratense de Auxílio aos Necessitados – SCAN - entidade criada sob os auspícios do Rotary Club de Crato. Um homem lutador, digno, eficiente, constante e leal para com todos.

Fonte: Boletim do Rotary Club de Crato, setembro de 2005
                                            

Notícias do sábado (por Armando Lopes Rafael)

Shopping Cariri tem horário de funcionamento modificado

A partir deste sábado e até 4ª feira, o Cariri Garden Shopping (foto acima)  funcionará em horários especiais. As lojas estarão abertas em horário ampliado das 10h às 23h, com exceção do Mercadinhos São Luiz, que permanece somente até às 22h. Amanhã, domingo, 21, que antecede o Natal, as lojas ficam abertas das 10h às 22h.
Melhoramentos no Alto da Penha
No bairro alto da Penha, na cidade de Crato, no local que já foi usado para venda de drogas passou por  radical transformação. Graças à ação da Igreja Católica, no local onde funcionou uma “cracolândia” foi construído o Centro Pastoral Dom Fernando Panico, que proporciona educação e alimentação básica a quase 200 crianças carentes. Ao lado do Centro, surgiu a nova capela de Santa Teresinha do Menino Jesus e em frente a esta, a população está construindo uma bela gruta de pedras para abrigar o quadro da Virgem Maria, sob a invocação de Mãe Rainha, Três Vezes Admirável (foto ao lado). Tivéssemos um governo municipal à altura, seriam instaladas, junto à futura gruta, algumas  jardineiras com plantas e flores ornamentais... Sonha, Marcelino!
O vertiginoso crescimento da conurbação Crajubar

Impressiona o número de construções do que se convencionou chamar de conurbação Crajubar (Crato-Juazeiro-Barbalha), o maior conglomerado da Região Metropolitana do Cariri. Devido a tantas construções, principalmente de residências, hoje em dia não se sabe onde ficam as fronteiras de Crato-Juazeiro ou de Juazeiro-Barbalha. Uma mesma rua ocupa território de dois municípios.
Omissão das Prefeituras
Apesar de os governos municipais não acompanharem mais o surto de crescimento do Crajubar (no que tange a implantação de infraestrutura), não param de surgir novas construções nesta conurbação. Quase todo investimento parte da iniciativa privada. Aliás, a população das três cidades não alimenta hoje  mais esperanças de que as prefeituras do Crajubar voltem a ser as indutoras do crescimento, como foram antigamente. O desencanto da população com os governos municipais é fato inquestionável. É só conversar com os moradores das três cidades para constatar esse sentimento.
Mudaram os tempos
No bairro São José, que hoje une as cidades de Crato e Juazeiro, vai ser construído o Residencial Alphaville. O empreendimento de luxo icará localizado em terras do município de Crato. Os investidores aguardam a liberação do relatório de impacto ambiental para anunciar a implantação desse investimento. Entretanto, hoje em dia, ninguém sente mais aquelas diferenças e o bairrismo que existiam até a década 70 do século passado. Quando se fala no futuro condomínio de luxo dizem apenas o Alphaville será no bairro São José.  É que os moradores daquela vasta área se adaptaram às mudanças do tempo. Geralmente eles fazem compras nos vários supermercados existentes na Avenida Padre Cícero; trabalham e estudam ora em Crato, ora em Juazeiro; o mesmo ocorrendo com a escolha para seus momentos de lazer, pois escolhem suas opções em ambas as cidades.
Nada do que foi será
As modificações vindas dos tempos atuais forçaram mudanças até na ação da Igreja Católica. Começa-se a falar na criação de uma paróquia no bairro São José. Recentemente, o Instituto das Irmãs Medianeiras da Paz doou -- à Diocese de Crato -- uma capela e um terreno com vista à criação – em médio prazo – dessa paróquia. Restou a dúvida: a futura paróquia pertencerá a Juazeiro ou Crato? Sua sede, por acidente geográfico, ficará em terras de Juazeiro do Norte, mas sua ação pastoral  abrangerá também o território de Crato, incluindo o novo bairro Nossa Senhora de Fátima (antigo Barro Branco) onde estão sendo construídas 1.600 casas do projeto “Minha Casa, minha vida”, do Governo Federal. Como resolver o imbróglio? No decreto, a Paróquia terá sua área de abrangência oficial na "conurbação Crajubar".
Lamentável
A notícia caiu como uma bomba. E todos os caririenses (as pessoas de bem, evidentemente) lamentaram. Na última 5ª feira, dia 18, o Ministério da Educação (MEC) divulgou que o curso de medicina da Faculdade de Medicina de Juazeiro (Estácio/FMJ) está entre os piores do Brasil. A constatação é resultado do CPC (Conceito Preliminar de Curso), que avalia os cursos, e os índices IGC (Índice Geral de Curso) que classificam as instituições de ensino. Na avaliação de 154 cursos de medicina, 27 foram considerados insatisfatórios porque obtiveram CPC nível 2, em uma escala que vai de 1 a 5. O curso de Medicina de Juazeiro ficou em penúltimo lugar dentre os 27. Só ganhou para o curso similar que funciona em Cajazeiras (PB).
                                                                    

Juventude: a nova “onda” em camisetas

Primeiro foi “Che”...agora a  “onda “ é comprar camisetas com a imagem de Barak Obama

Em VEJA desta semana


Cuba vai mudar, diz o muy amigo Obama

Obama reata laços diplomáticos com Cuba e apressa o fim da ditdura comunista, que logo não poderá mais culpar o embargo pelo seu fracasso


“Serenamente. Serenamente. Estamos dispostos a morrer em nossos postos. O que não sabemos é se os generais do Pentágono e os senadores que proclamam a guerra contra nossa pátria estão também dispostos a morrer.” Estamos em 27 de outubro de 1962. A retórica bélica de Fidel Castro ressoava pelos alto¬-falantes do Malcón, a muralha que protege Havana dos humores do Mar do Caribe. Não era retórica vazia. Fidel estava montado em baterias de mísseis soviéticos SS-4 prontos para ser disparados e apontados para Washington, Nova York e Chicago. Enquanto isso, na Casa Branca, Robert Kennedy, ministro da Justiça e irmão do presidente John Kennedy, avaliava aquele momento como o mais tenso da Crise dos Mísseis, entre Estados Unidos e Cuba, apoiada pela União Soviética.
“Em outubro de 1962, o presidente John Kennedy escolheu um caminho de ação que, no seu julgamento, trazia a probabilidade de uma em três de uma guerra nuclear”, escreveu Bob Kennedy. Foi o “Sábado Negro” da crise, dia em que um avião espião americano foi abatido sobre Cuba e seu piloto morreu. A guerra parecia inevitável. John Kennedy e o líder soviético Nikita Kruschev cortaram seus canais diretos de comunicação. Em uma derradeira tentativa de evitar o pior, Bob Kennedy foi sozinho à casa de Anatoly Dobrynin, embaixador soviético em Washington. Saiu de lá com um acordo. Os americanos se comprometiam a, secretamente, tirar seus mísseis instalados na Turquia, e os soviéticos aceitavam retirar imediatamente todo o seu arsenal nuclear de Cuba. Ufa! Acabou a crise de treze dias que levara o planeta à beira do precipício e colocara Havana no centro do palco da Guerra Fria, que dividia o mundo entre o capitalismo e o comunismo. Na semana passada, depois de cinquenta anos espetada como um espinho em uma das garras da águia americana, Cuba, finalmente, pôde retomar seu destino de ensolarada ilha do Caribe, ponto turístico atraente, habitado por um povo alegre e hospitaleiro. Barack Obama, presidente americano, e seu colega cubano, Raúl Castro, anunciaram o começo da normalização das relações entre os dois países.

Brasil-- fim da picada: governo Dilma  atrasa o pagamento de R$ 5 bi em obras de infraestrutura

Equipe da presidente Dilma teria prometido pagar as dívidas em troca do apoio de construtoras à manobra fiscal que modificou meta do superávit primário
O governo atrasou o pagamento de pelo menos 5 bilhões de reais em obras de infraestrutura, de acordo com informações publicadas nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. Empresários do setor estimam débitos de cerca de 2 bilhões de reais em projetos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), 1,5 bilhão de reais em pagamentos atrasados para construtoras do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) e mais 1 bilhão de reais em ferrovias, transposição do rio São Francisco e obras do Ministério das Cidades. Empresários afirmam que a equipe da presidente Dilma Rousseff (PT) havia prometido quitar as dívidas contanto que as construtoras apoiassem a manobra fiscal que autoriza o descumprimento da meta do superávit primário deste ano. Mas apesar da alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, o governo não cumpriu sua parte no acordo. "O combinado não foi cumprido", disse o presidente da Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias (Aneor), José Alberto Pereira Ribeiro.
                                                                                 

19 dezembro 2014

ALÔ DEMUTRAN DO CRATO !


MOTOS COM DESCARGA ADULTERADA TOMAM CONTA DO CRATO

Ou o Demutran toma uma providência, ou teremos que investigar o Demutran para saber porque este órgão não faz cumprir as leis e levaremos a denúncia ao Ministério Público.

Gostaria de fazer ( antes de qualquer outra ação ), um apelo ao Sr. diretor do Demutran do Crato, bem como à própria corporação, no que se refere a fazer cumprir as leis de trânsito, afinal de contas, é para isto que eles servem. Crato hoje vive uma enxurrada de descumprimentos às leis, em completa impunidade. Basta ver a quantidade de motos e motonetas em que os usuários adulteram o escapamento, a fim de produzir mais barulho perturbando a órdem pública. Na verdade, um barulho horrível, feito por bandidinhos mirins em suas motonetas com o simples objetivo de se mostrar e perturbar a população. Aqui na Vilalta temos vários exemplos desses delinquentes, mais próximos às ruas Paulo Elpídio, Macário Vieira de Brito ( próximo ao bar do Chicô ), próximo à residência da Sra. Fabíola Alencar, e outras. Esses delinquentes passam o dia a desfilar com suas máquinas de fazer barulho na mais completa impunidade. Gostaria que o Demutran procurasse observar melhor estes problemas, que não se restringem a uma rua nem a um só bairro, caso contrário, como órgão de imprensa, seremos obrigados a tomar uma iniciativa mais drástica, e nós mesmos investigarmos o que se passa dentro deste órgão do Crato, os seus descasos e a sua relutância em não resolver problemas tão óbvios. Temos armazenado uma quantidade imensa de inobservâncias da lei em Crato, que acontecem bem aos olhos de todos, aparentemente só não dos agentes do Demutran, que parecem CEGOS a tudo isto, ou parecem fazer vista grossa ao que é errado nesta cidade. 

Queremos ajudar a fazer com que a cidade do Crato cumpra as leis, e tenham pessoas responsáveis à frente dos órgãos, e estaremos de olho nas inobservâncias, nos descasos, e nos eventuais "deixa passar". Da forma que está, não pode mais continuar. Ou o Demutran faz alguma coisa, ou teremos que denunciar e com fartas provas a indolência deste órgão perante instâncias superiores pelo descumprimento às atribuições que lhe são imputadas pelo papel que deveriam exercer, e não exercem. Em não observar as leis fundamentais que regem o trânsito na cidade do Crato, o DEMUTRAN termina por coadunar com os meliantes e fazer com que se proliferem cada vez mais as inúmeros  transgressões às leis que se tem observado ultimamente na cidade do Crato, cidade, por sinal, cada vez mais entregue ao desgoverno, às transgressões às leis. Pode-se dizer que hoje vivemos numa cidade que cada vez menos cumpre as leis, uma cidade sem lei, sem órdem, e sem progresso.

Solicitamos a observância da legislação por parte de quem deveria ser responsável por fazer cumpri-las.

Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com
Foto meramente ilustrativa



18 dezembro 2014

EUA-Cuba: Brasil tem ganho político, mas benefício econômico é ainda é incerto

Governo brasileiro apostou em investimentos em Cuba à espera do fim de embargo

A reaproximação entre Cuba e Estados Unidos representa um ganho diplomático para o governo brasileiro, na opinião de analistas ouvidos pela BBC Brasil, mas seus frutos econômicos gozam de menos consenso. Estudiosos em comércio e relações internacionais afirmam que o início do diálogo entre os dois inimigos históricos é uma "vitória política" para Brasília, que sempre pressionou por uma reaproximação. Por outro lado, os analistas divergem sobre como um eventual, porém ainda distante, fim do embargo à ilha comunista (que só pode ser decretado pelo Congresso americano) poderia beneficiar o governo brasileiro, fiador do maior investimento privado já feito naquele país – o porto de Mariel.
Para Geraldo Zahran, professor da PUC-SP e autor de Tradição Liberal e Política Externa nos Estados Unidos, o governo brasileiro sempre militou por uma distensão das relações entre Washington e Havana e deve apresentar a retomada de relações como uma vitória política.
"Em certa medida esses avanços também ajudam a criar condições para uma reaproximação do Brasil com os EUA", afirma Zahran, lembrando que o vice-presidente Joe Biden deve fazer uma visita ao Brasil na semana que vem. Na avaliação de Rubens Barbosa, embaixador do Brasil em Washington entre 1999 e 2004, o reestabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países foi um "ganho político para todos". "Havia uma ansiedade política para que Cuba voltasse a integrar a comunidade latino-americana. Tanto é que vários países, incluindo o Brasil, já vinham pressionando para que a ilha participasse da próxima Cúpula das Américas em maio no Panamá, a despeito, até então, da oposição da Casa Branca", diz Barbosa. Oliver Stuenkel, professor-adjunto de Relações Internacionais da FGV-SP, observa que "o embargo marcou de maneira profunda não só a relação bilateral entre os dois países, como influenciou as tentativas de se estabelecer alianças regionais no continente". "O reestabelecimento das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos é uma mudança histórica e de grande importância para as dinâmicas políticas nas Américas." Já Christopher Garman, diretor de Mercados Emergentes e América Latina do Eurasia Group, é cético sobre o impacto da distensão com Cuba nas relações dos Estados Unidos com o resto da América Latina. "Acho que esse tema sempre foi superdimensionado", diz.

Aposta estratégica

portobr
Brasil financiou modernização de porto cubano com dinheiro do BNDES
Se os ganhos políticos, para o Brasil, da reaproximação entre Estados Unidos e Cuba são evidentes, os frutos econômicos ainda continuam sendo uma espécie de aposta, indicaram os analistas. Nos últimos anos, Brasil e Cuba estreitaram laços fortalecidos por uma natural sintonia ideológica entre os governos. Como resultado, o intercâmbio comercial entre os dois países cresceu quase sete vezes, passando de US$ 92 milhões em 2003 para US$ 625 milhões em 2013. Atualmente, o Brasil é o terceiro maior parceiro comercial de Cuba, após a China e a Venezuela. O ápice das relações entre os dois países veio com a construção do porto de Mariel, obra tocada em grande parte pela brasileira Odebrecht a um custo de US$ 975 bilhões e financiada com dinheiro do BNDES. O terminal ocupa uma área de 400 quilômetros quadrados que abriga a "zona de desenvolvimento especial" de Cuba, uma zona franca e industrial para a qual o governo pretende atrair indústrias estrangeiras por meio de incentivos.
Ali vigora um sistema diferente do resto da ilha, onde empresas têm poucas restrições para contratar, contam com isenção de impostos e não são obrigadas a se associar a companhias estatais. Por causa da origem dos recursos de financiamento, o terminal portuário foi alvo de críticas de opositores da presidente Dilma Rousseff, que criticaram a realização da obra em Cuba, segundo eles, motivada pelo alinhamento ideológico entre os dois países. O governo argumenta que o investimento gerou emprego e renda no Brasil, beneficiando mais de 400 empresas fornecedoras de equipamentos. Inaugurado em janeiro deste ano, o porto de Mariel é operado por uma empresa de Cingapura. A Odebrecht agora "trabalha na ampliação do aeroporto Jose Martí, em Havana, e desenvolve um programa de melhorias e incremento da produção agrícola e industrial no setor sucroalcooleiro", informou a empresa em nota enviada à BBC Brasil. De grande profundidade, o terminal pode receber navios gigantes, capacidade que poucos portos da região têm, inclusive na costa americana. Além disso, vem sendo modernizado no mesmo momento em que são realizadas obras de ampliação do canal do Panamá, que passará a receber navios que transportam até o triplo da carga dos navios atuais. "A região é estratégica, já que boa parte do comércio da Ásia para a costa leste dos EUA passa pelo canal do Panamá", disse à BBC Brasil Luis Fernando Ayerbe, coordenador do Instituto de Estudos Econômicos Internacionais da Unesp.
"Do ponto de vista estratégico, o investimento foi feito de olho no potencial da região. A ideia é que empresas brasileiras possam se estabelecer na zona de livre comércio ao redor do porto e de lá exportem diretamente aos Estados Unidos e a outros países da América Central", afirmou. "Cuba criou muitas facilidades para a instalação de empresas nesse local. O Brasil chegou primeiro e pode se beneficiar disso", completou.

Que benefício?

Críticos não enxergam vantagens em financiamento do porto de Mariel. Porém, diferentemente das nações vizinhas, Cuba não pode aproveitar as oportunidades comerciais devido à proibição de Washington, que já dura mais de cinco décadas. Na opinião de Ayerbe, o Brasil considerou o investimento no porto como uma aposta na suspensão do embargo. Para Luiz Felipe Lampreia, ex-ministro das Relações Exteriores no governo Fernando Henrique e vice-presidente emérito do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) o Brasil não colhe "nenhuma vantagem em financiar o porto de Mariel". "O porto não vai servir para nada. Nosso comércio para os Estados Unidos nunca precisou passar por ali e o local não é um entreposto comercial", afirmou. Lampreia lembra que o mercado interno cubano ainda é pouco atrativo para empresas brasileiras. "O poder aquisitivo do cubano ainda é muito baixo e nada indica que isso vai mudar rapidamente. Além disso, o tamanho desse mercado é irrisório se comparado ao de outros países", acrescenta. Para Roberto Abdenur, embaixador do Brasil em Washington entre 2004 e 2006, as empresas brasileiras instaladas na zona franca cubana poderiam se beneficiar da "mão de obra barata e capacitada" do país. Ele pondera, no entanto, que, "com um eventual fim do embargo", o terminal portuário "vai ser muito mais útil para os Estados Unidos do que para o Brasil". "Em curto prazo, não vejo benefício para o Brasil. Cuba tem o potencial para se tornar o que os ex-países do bloco soviético se tornaram. Nesse contexto, por que privilegiar o Brasil em detrimento dos investimentos de outros países?", questiona Abdenur. Para Zahran, da PUC-SP, no entanto, a distensão pode ajudar a impulsionar a economia cubana, o que beneficiaria o Brasil e em especial as empresas brasileiras que nos últimos anos começaram a fincar o pé na ilha.
Garman, da Eurasia Group, concorda: "É claro que no caso de um eventual fim do embargo poderia haver uma diminuição da posição do Brasil como parceiro comercial de Cuba, mas seria pouca coisa. Por outro lado o bolo da economia cubana também iria crescer – então seria de se esperar uma fatia maior para os brasileiros que já estão apostando na ilha".

Fonte: BBC

Hackers atacam regulador mundial da internet


icann
Conferência de imprensa da ICANN: "foram roubados os e-mails de vários funcionários", disse a agência.San Francisco - O ICANN, o organismo que regula mundialmente a internet, anunciou nesta quinta-feira que um grupo de hackers conseguiu invadir seu sistema. O ataque por "phishing" teve como alvo esta agência americana, onde vários funcionários receberam e-mails que pareciam ter sido enviados por seus colegas da empresa, informou o blog do ICANN. "Foram roubados os e-mails de vários funcionários", disse a agência. O ataque parece ter começado em novembro. Normalmente, nos ataques por "phishing" a vítima que recebe um e-mail sob uma identidade roubada clica ingenuamente em uma página falsa, que então rouba seu e-mail e sua senha. Com este truque, os hackers entraram no sistema informático do ICANN e invadiram servidores onde são armazenados os arquivos com os nomes de domínio, e-mails e senha, explicou o ICANN, sem revelar quem pode estar por trás do ataque. O ICANN (Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números), que atribui os nomes de domínios dos sites, deixará de estar sob o controle dos Estados Unidos no fim do próximo ano.

Da AFP


Farc pedem perdão por massacre em igreja na Colômbia em 2002


farcperdao 

A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pediu perdão, nesta quinta-feira, aos habitantes da comunidade de Bojayá, no noroeste da Colômbia, pelo massacre em uma igreja que "nunca deveria ter acontecido" e que deixou 79 mortos, em 2002. "Oxalá nos perdoem!" - declarou o comandante Pablo Catatumbo, em uma entrevista coletiva em Havana, depois do encontro a portas fechadas de um grupo de cerca de dez habitantes de Bojayá com a delegação de paz da guerrilha, no hotel Palco, oeste da capital cubana. 

A reunião durou pelo menos uma hora e meia.

"Reiteramos nosso profundo pesar pelo ocorrido. Isso nunca deveria ter acontecido", acrescentou Pablo Catatumbo, na presença de delegados da ONU, de representantes dos países fiadores (Cuba e Noruega) e dos acompanhantes do processo (Venezuela e Chile). Também esteve presente o embaixador da Colômbia, Gustavo Bell, na ausência dos negociadores do governo. Na quarta-feira, eles voltaram a Bogotá para encerrar o 31º ciclo de práticas de paz com a guerrilha. Em 2 de maio de 2002, em meio a um combate entre membros das Farc e paramilitares colombianos em Bojayá, a guerrilha disparou um projetil artesanal. Por erro, o artefato caiu na igreja, onde os moradores haviam se refugiado. Dos 79 civis mortos, 48 eram menores de idade, segundo relatos de habitantes locais.
- Homenagem aos mortos -
Embora as conversas no Hotel Palco tenham sido a portas fechadas, testemunhas relataram à AFP que foi um momento emotivo e solene. "Foi muito emotivo. Estenderam no chão uma tela com as fotos das 79 vítimas, e três padres católicos, que viajaram junto com a delegação de Bojayá, oficiaram um ato em sua memória", contou uma das fontes consultadas pela AFP. Já o chefe da equipe negociadora das Farc, comandante Iván Márquez, disse à AFP que a cerimônia "foi muito bonita, emocionante e solene". "Em nossa memória, está gravado de forma impossível de apagar a dor que esse massacre produziu", reagiu Leyner Palacios, em nome da comunidade. "Mas o perdão pode ser concedido apenas por cada vítima, por cada sobrevivente. Por isso, nós levaremos às nossas comunidades essa declaração do pedido de perdão que as Farc fizeram hoje", acrescentou. "Ouvir de todos os atores que eles pedem perdão às vítimas é um passo muito necessário para poder iniciar uma reconciliação no país", defendeu. Os habitantes de Bojayá culpam a guerrilha, os paramilitares e o governo pelo massacre. Este último é responsabilizado por não ter atendido ao alerta dado pelos habitantes antes do combate. "As Farc devem mostrar atos concretos que manifestem seu arrependimento, de tal maneira que a sinceridade manifesta se traduza em ações concretas", disse Palacios. Entre os pontos, Palacios citou o "compromisso de não cometer mais agressões contra a população civil" e que Bojayá e toda a costa do Pacífico colombiano seja declarada zona de paz. As Farc concordaram com o pedido feito pela comunidade de Bojayá de realizar outro ato de reconciliação no local da tragédia, em meados de 2015. A guerrilha declarou ainda que, diante da dor de todas as vítimas da guerra, "anunciamos a decisão de declarar um cessar-fogo unilateral, indefinido e vigiado das hostilidades". O último grupo dessas vítimas foi recebido terça-feira, em Havana.

AFP

Missão Rosetta é avanço científico de maior destaque em 2014 para "Science"

Rosetta

Washington, 18 dez (EFE).- A missão da sonda Rosetta, da Agência Espacial Europeia (ESA), lidera a lista das dez "Descobertas do Ano" em 2014, divulgada nesta quinta-feira pela revista "Science".

Rosetta e seu módulo Philae, o primeiro aparelho enviado pelo ser humano que aterrissou sobre um cometa, lideraram a lista não só pela façanha de alcançar o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, mas pelo conhecimento que os dados recolhidos permitirão obter.

Segundo o subdiretor de notícias da "Science", Robert Coontz, as descobertas do ano devem "resolver um problema contra o qual as pessoas estiveram batalhando durante muito tempo e abrir a porta para uma grande quantidade de novas pesquisas".

No caso de Rosetta, "a maior parte da boa ciência realmente está por vir", comentou Coontz.

O achado paleontológico do ano foi o cálculo correto da antiguidade de pinturas de animais em uma caverna na Indonésia que se acreditava terem sido realizadas há 10 mil anos, mas que na realidade tinham entre 35 mil e 40 mil anos, o que indica que os humanos na Ásia produziram arte simbólica à par dos europeus.

A publicação também reconheceu uma série de artigos que compararam os fósseis de aves primitivas e dinossauros com os pássaros modernos e permitiram revelar a evolução genética das diferentes espécies de aves.

Além disso, elogiou um experimento que demonstrou que o fator GDF11 do sangue do rato jovem pode rejuvenescer os músculos e o cérebro de ratos mais velhos, e que levou a um ensaio clínico em que pacientes de Alzheimer receberam plasma de doadores jovens.

Entre os estudos de destaque está, além disso, uma pesquisa da Universidade de Harvard que se inspirou no comportamento dos cupins para criar um grupo de robôs que se coordenam entre si e são capazes de criar estruturas sem supervisão humana.

A lista também inclui outra pesquisa, com o uso da optogenética, técnica que manipula a atividade neuronal com raios de luz, que mostrou que é possível manipular lembranças específicas em ratos.

Na área de neurociência, se destacaram os primeiros chips "neuromórficos" que imitam a arquitetura do cérebro humano e estão projetados para processar informação da forma mais parecida como fazem os cérebros vivos.

Duas pesquisas pioneiras que desenvolveram dois métodos diferentes para cultivar células que se assemelham às células beta - as células produtoras de insulina do pâncreas - também foram reconhecidas por dar aos pesquisadores uma oportunidade "sem precedentes" para estudar o diabetes.

Na área de tecnologia, se sobressaíram os pequenos satélites conhecidos como "Cubesats", enquanto em genética, foram destaque as bactérias sintéticas de Escherichia coli que poderiam ser utilizadas para criar proteínas de design com aminoácidos "não naturais".

EFE

Micróbios de Marte produzem gás metano


curiositmarte 

Descoberta de grande produção do gás, que em Terra é proveniente de atividades biológicas, é tida como positiva por cientistas

Curiosity detectou um aumento de dez vezes na concentração de gás metano em Marte. O jipe americano Curiosity, enviado a Marte em 2011, detectou uma alta produção de metano produzido no país vermelho. A descoberta é vista como positiva pela Nasa, já que Terra, a maior parte do gás é produzido por atividades biológicas. É possível que o elemento seja produzido por processos geológicos de reação mineral com água no subsolo. A Nasa deverá estudar o fenônemo para identificar a origem do gás no planeta vermelho. Esta descoberta ocorreu um ano e meio depois do pouso do robô no local. Em uma cratera denominada Gale, a produção era muito menor do que a esperada por cientistas, porém, durante cerca de 60 dias (entre 2013 e 2014), o Curiosity detectou um aumento de dez vezes na concentração do elemento. Pesquisadores descartaram a hipótese de emissão pela reação de compostos trazidos por meteoritos e poeira cósmica. "Agora é preciso dar prioridade em missões futuras para determinar isso", declarou o pesquisador da Universidade de Cornell, Jonathan Lunine, à revista Science.
Jipe Curiosity
O robô foi mandado a Marte com os objetivos de avaliar o potencial de vida no presente e no passado, descrever a geologia e analisar a composição da superfície, investigar o papel da água e seus ciclos e detectar o nível de radiação na superfície. O equipamento foi enviado ao planeta em 26 de novembro de 2011 e era estimada uma viagem de oito meses. Ele pousou em 6 de agosto de 2012 e passaria, inicialmente, dois anos no local. O jipe, considerado como mais avançado já projetado para explorar outro planeta, teve um custo de US$ 2,5 bilhões.

Redação O POVO Online

Apostador de Juazeiro do Norte, no Ceará, ganha R$ 5 milhões na Quina


loterias-caixa-315

Números sorteados foram 08 - 12 - 49 - 63 - 65.
Prêmio estava acumulado há quase uma semana.

Um apostador de Juazeiro do Norte, a 491 Km deFortaleza, acertou sozinho os números da Quina da Caixa Econômica Federal. O sortudo vai receber R$ 5.922.835,24. O sorteio foi realizado nesta quarta-feira (17) no caminhão da sorte que estava em São João do Piauí (PI). Os números sorteados foram 08 - 12 - 49 - 63 - 65. O prêmio estava acumulado há quase uma semana. Na Quina, aposta-se em cinco, seis ou sete números, entre os 80 disponíveis, e concorre a prêmios de valores grandiosos. São seis sorteios semanais: de segunda-feira a sábado, às 20h, e você ganha se acertar três, quatro ou cinco números. Os bolões têm preço mínimo de R$ 10,00, cada cota não pode ser inferior a R$ 3,00, sendo possível realizar um bolão de no mínimo 2 e no máximo 25 cotas. O preço da aposta com 5 números é de R$ 0,75, mas você pode pagar R$ 3,00 e concorrer com 6 números ou pagar R$ 7,50 e concorrer com 7 números.


NORTE E NORDESTE LIDERAM INSEGURANÇA ALIMENTAR

cms-image-000409672


Dados do suplemento de Segurança Alimentar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2013, divulgado pelo IBGE, revelam que pelo menos 38,1% dos domicílios da região Nordeste do País têm pessoas em situação de insegurança alimentar; apesar da redução do índice nos últimos anos, cerca de 52 milhões de brasileiros ainda não têm acesso diário à comida de qualidade e na quantidade satisfatória; as regiões Norte e Nordeste foram as regiões que, em 2013, tiveram a maior porcentagem em relação ao território nacional
- Dados do suplemento de Segurança Alimentar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2013, divulgado nesta quinta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que pelo menos 38,1% dos domicílios da região Nordeste do País têm pessoas em situação de insegurança alimentar.
Apesar da redução do índice nos últimos anos, cerca de 52 milhões de brasileiros ainda não têm acesso diário à comida de qualidade e na quantidade satisfatória. No total, dos 65,3 milhões de domicílios registrados, 22,6% estavam em situação de insegurança alimentar. As regiões Norte e Nordeste foram as regiões que, em 2013, tiveram a maior porcentagem em relação ao território nacional.
O IBGE vê decréscimo do percentual nos últimos anos. De 29,5% em 2009 foi para 34,8% em 2004, anos anteriores da pesquisa. Dos 14,7 milhões de domicílios com algum tipo de insegurança (22,6%), em 9,6 milhões (14,8%) viviam 34,5 milhões de pessoas (17,1%) da população residente em domicílios particulares em situação de segurança alimentar leve.
Nesses lares havia a preocupação quanto ao acesso aos alimentos no futuro. Os domicílios com moradores vivendo em situação de insegurança alimentar moderada representavam 4,6% do total.

Cuba prevê aumento de 800 mil linhas de telefonia celular em 2015

 cuba-estados-unidos

Havana, 18 dez (EFE).- Cuba prevê para 2015 um aumento de 800 mil linhas de telefonia celular, um dos serviços mais dinâmicos das telecomunicações na ilha, onde existem 3,7 milhões de linhas fixas e celulares.

A Empresa de Telecomunicações de Cuba (Etecsa), que controla o setor, anunciou que as previsões para o próximo ano incluem 800 mil novas linhas móveis, 300 mil fixas e 1.300 "serviços públicos".

A Etecsa divulgou as previsões em um relatório apresentado hoje na Assembleia Nacional, que desde terça-feira está reunida em comissões de trabalho anteriores a sua segunda e última sessão ordinária do ano, que acontecerá amanhã.

Segundo dados da empresa, atualmente Cuba possui com 3.706.292 de linhas fixas e móveis e tem uma densidade telefônica nacional de 33,06 linhas para cada 100 habitantes.

Em 2012 a ilha tinha uma cobertura de telefonia celular de 85,3%, serviço que cresceu consideravelmente a partir de 2008, quando o governo de Raúl Castro permitiu aos cubanos o acesso livre a esse tipo de telefonia.

Outros dados divulgados hoje mostram que "até o momento há 98,44% de digitalização no território nacional", segundo a Agência de Informação Nacional.

Os deputados cubanos elogiaram a aprovação de licenças para agentes de telecomunicações, uma das atividades à qual o governo deu sinal verde dentro do setor privado.

Os parlamentares também "transmitiram a irritação de centenas de cidadãos com relação à pouca oferta de dispositivos móveis e fixos com preços mais acessíveis". EFE

EFE

Ceará vai receber US$ 200mi do BID

dinheiro

O Ceará receberá US$ 200 milhões (cerca de R$ 540 milhões) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para melhoria das estradas estaduais. O investimento será destinado à conectividade, condições de segurança e manutenção de corredores viários estratégicos para integração com eixos produtivos.

Os recursos vão financiar Programa Viário de Integração e Logística - Ceará IV – que tem previsão de execução em cinco anos,com prazo de finalização em 2017. Serão recuperados de cerca de 530km da malha viária estadual, incluindo os que precisam de modernização dos padrões técnicos. Haverá também a pavimentação de outros 191 km de estradas.

O projeto de recuperação inclui a identificação de pontos de risco e financiamento para corrigi-los. Os US$ 200 milhões serão pagos em prazo de 25 anos , com um período de carência de 5 anos e meio, além de uma contribuição local de US$ 52 milhões (cerca de R$ 140 milhões). (Beatriz Cavalcante)

O POVO

Obama assina legislação que permite novas sanções à Rússia

US-Russia

O presidente americano, Barack Obama, assinou nesta quinta-feira um novo pacote que dá direito a impor novas sanções à Rússia. Contudo, elas não serão executadas por enquanto, afirmou Obama, em um comunicado.

"A assinatura desta legislação não sinaliza uma mudança na política de sanções da administração, que temos cuidadosamente calibrado de acordo com os desenvolvimentos e coordenado com os nossos aliados e parceiros", afirmou Obama. Ele acrescentou que "neste momento, o governo não tem a intenção de impor sanções nos termos desta lei, mas a legislação dá à administração autoridades adicionais que podem ser usada, de acordo com as circunstâncias garantido".

Aprovado pelo Congresso na semana passada, a Lei de Apoio Livre à Ucrânia em 2014 é direcionada aos interesses de Defesa e Energia da Rússia e autoriza ajuda militar adicional à Ucrânia.

A media foi aprovada em resposta à anexação da península da Crimeia, no início deste ano, pela Rússia, bem como o envolvimento do país no conflito em curso com a vizinha Ucrânia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadão Conteúdo

Ceará reduz homicídios, mas ainda tem segundo maior índice em 10 anos


grafico2

De 2005 a 2013, número de homicídios cresceu de 1.490 para 4.395.  Apreensão de armas e de drogas cresceu em 2014, afirma secretário.

Pela primeira vez nos últimos 10 anos, o Ceará reduz o número de homicídios. Até novembro de 2014, foram registradas no estado 4.060 mortes violentas, incluindo homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, segundo dados do programa ''Em Defesa da Vida'' divulgados nesta quinta-feira (18) pelo secretário de Segurança e Defesa Social do Ceará, Servilho Paiva. A perspectiva da Secretaria é que o número reduza em 0,1% até o fim do ano. Apesar da redução, o estado ainda registra em 2014 o segundo maior número de mortes violentas dos últimos 10 anos. Entre 2005 e 2013, o número anual de homicídios cresceu de 1.490 para 4.395.
Prisões e apreensões
O número de prisões no estado em 2014 superou o dos anos anteriores. De janeiro a novembro de 2014, foram 30.985 prisões, 8% maior que em todo o ano de 2013, quando ocorreram 28.680 prisões.
A apreensão de drogas e entorpecentes cresceu 51% neste ano em relação ao anterior. As polícias civis e militar do Ceará apreenderam 4,7 toneladas de drogas em 2014, a maior apreensão ocorreu em novembro, quando foram descobertas duas toneladas de maconha em uma operação. Em 2013, foram apreendidas 3,1 toneladas de droga. Em relação à apreensão de armas de fogo, houve aumento de 0,5% de janeiro a novembro de 2014 em relação a igual período de 2013. A desaceleração do crescimento dos índices criminais, segundo a SSPDS, é resultado da integração entre as forças de segurança, do trabalho das polícias focado nas áreas, horários e dias que apresentam maiores taxas de crimes e dos levantamentos realizados pelas áreas de inteligência, entre outras iniciativas.

Do G1 CE

CE tem maior geração de emprego do Nordeste de janeiro a novembro

emprego

Em novembro de 2014, Ceará gerou 8.032 empregos formais.
No saldo anual, Ceará e Alagoas têm a maior geração de empregos.

 

O Ceará registrou a criação de 8.032 empregos em novembro, um aumento de 0,65% em relação ao número de assalariados com carteira assinada do mês anterior. O saldo de empregos é o melhor da Região Nordeste no período.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (18) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O desempenho do Ceará foi proveniente da expansão do emprego nos setores do comércio (5.501 postos criados) e dos serviços (1.541 postos).
Nos primeiros onze meses de 2014 houve acréscimo de 50.752 postos (4,27% a mais que no mesmo período do ano passado). Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 4,01% no nível de emprego ou mais 47.845 postos de trabalho.
O Ceará foi o Estado com o melhor desempenho do Nordeste, gerando 8.032. Os números somam quase o dobro do segundo colocado na região, Alagoas, que gerou 4.277 empregos. Em seguida está o estado da Bahia, com 2.904 postos, Paraíba 2.448, depois Sergipe, com 2.103 empregos, Rio Grande do Norte com 1.124 e o Piauí, com o registro de 465. Os estados do Maranhão e Pernambuco registraram perdas.

Do G1 CE

O melhor Café, no centro do Crato - Cafeteria DI CAFFÉ




Cafeteria DI CAFFÉ, localizada no Shopping Residence, no centro do Crato. Um local muito aprazível, que está cada vez mais se transformando no novo "point" para aquele bate-papo gostoso, e claro, saborear o melhor café da cidade. Nós que já éramos fãs de carteirinha do DI CAFFÉ, agora, mais do que nunca estaremos por lá encontrando os amigos. E aproveitando, deixo aqui o convite: Que tal tomar um delicioso café na DI CAFFÉ ?



O local mais aconchegante para você saborear um delicioso café... 


No centro da cidade, bem ali no Shopping RESIDENCE 


DI CAFFÉ - Rua Santos Dumont, 38 - Shopping Residence Loja 8A
O mais aconchegante Café do Crato.

Anuncie no Blog do Crato pelo e-mail: blogdocrato@hotmail.com


Eunício comemora aprovação do texto principal do Novo Código do Processo Civil


Após amplo acordo de líderes o plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (16) o texto base do Projeto de Lei (166/10) que institui um novo Código de Processo Civil. A proposta deve agilizar as decisões judiciais já que busca eliminar boa parte dos recursos que, hoje, podem ser apresentados durante o andamento dos processos. O novo texto ainda amplia as multas para quem abusa do direito de recorrer. Além disso, inova com um dispositivo, o incidente de resolução de demandas repetitivas, que possibilita uma mesma decisão para milhares de ações iguais que muitas vezes abarrotam as varas de Justiça. Também estimula a solução consensual dos conflitos, com fase prévia para a tentativa de composição entre as partes.

Para Eunício Oliveira, líder do PMDB e da Maioria, a matéria é urgente, necessária e dará mais agilidade ao processo jurídico.  “Precisamos tanto ampliar o acesso à justiça como também garantir mais agilidade a esse processo. O cidadão clama por essa atualização”, disse. O peemedebista ainda destacou o trabalho desempenhado pelo relator da matéria em plenário, Senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), além de fazer referência a iniciativa do senador José Sarney (PMDB-AC), que quando presidente do Senado instituiu a comissão especial de juristas para a elaboração da proposta, através do trabalho do então presidente do colegiado, o agora ministro do STF, Luiz Fux.

Apesar de registrar o empenho do relator para acatar as emendas dos senadores, Eunício defendeu em plenário que todos os destaques sejam discutidos e votados separadamente. “É uma matéria muito importante e que merece uma maior discussão dos destaques apresentados. Cada observação em plenário é fundamental para apresentarmos um texto final satisfatório e que esteja afinado com a nossa realidade”, argumentou. O senado retoma nesta quarta-feira (17) sessão para discutir e votar os 19 destaques apresentados pelos parlamentares. 

A proposta foi debatida em audiências públicas em Brasília e em diferentes capitais. A população participou também encaminhando sugestões por meio de canais eletrônicos abertos especialmente para debater o tema. 

Fonte: Assessoria Eunício Oliveira


Chuva no Cariri - 18 de Dezembro de 2014


Bom dia, Crato!


Faz um bom tempo que não temos divulgado as condições meteorológicas. Na verdade, não havia muito o que falar, pois nesta época do ano, o Cariri possui um clima bastante constante, que invariavelmente é de um imenso calor, baixíssima umidade relativa do ar, e céu quase sem núvens. No entanto, nos últimos dias, aconteceu uma mudança, que também é sempre esperada para esta época: Quando o calor sobe a níveis astronômicos, é sinal que a chuva está perto. E foi isso que aconteceu: O calor insuportável dos últimos dias, trouxe de volta a chuva. Hoje, dia 18 de dezembro, tivemos uma manhã quase toda de uma bela chuvinha que se espalhou por diversos municípios caririenses. E segundo as previsões meteorológicas, a tendência é de que continue por algum tempo:

PREVISÃO DO TEMPO:

Temperatura às 09:35 - 26ºC na Vilalta, em Crato
Direção do Vento: ENE
Condição: Pancada de chuva
Pressão: 1014 hPa
Intensidade do Vento: 13 km/h
Umidade: 70%

Nascer do sol:05h18 Pôr do sol:17h51
Temperatura máxima e mínima: Max 32º Min 23º
Umidade Relativa do Ar: 60%
Ventos a NE  a 11km/h
Índice UV: Muito Alto 

Previsão para hoje: Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

Imagem: INPE/GOES 13

www.blogdocrato.com
Desde 2005 registrando todo dia a história do Crato para a posteridade





17 dezembro 2014

O Ceará, a Petrobras e o sonho da refinaria

Refinaria_Banner

Do ponto de vista do ceará, as notícias envolvendo a petrobras não são nada boas

Está sendo devastador para os melhores interesses da Petrobras e do Brasil as avassaladoras denúncias de corrupção na maior estatal do País. Em apenas três meses, a empresa perdeu metade do seu valor no mercado. Os acontecimentos sugerem que não há chances de boas notícias no curto prazo. Afinal, a questão está apenas no seu início, na fase de depoimentos, de formulação das denúncias e na aceitação das denúncias por parte do Judiciário. Será longo o caminho a percorrer.

É sinal de que a Petrobras continuará em sua hemorragia em praça pública por ainda bastante tempo. Dure o quanto durar, o prejuízo é incalculável. Como se já não bastasse os desvios, financeiros, o superfaturamento, a paralisia administrativa da empresa e a queda dramática no valor das ações, surgiu ao longo dos últimos dias outro grande fantasma: há a perspectiva de que a Petrobras não vai conseguir honrar suas dívidas de curto prazo. Se for assim, o Governo (o povo brasileiro) terá que intervir financeiramente, o que levará a quedas na nota internacional de crédito do País.

Do ponto de vista do Ceará, as notícias envolvendo a Petrobras não são nada boas. A crise da estatal vai levar inexoravelmente aos cortes nos novos investimentos e a realinhamentos financeiros. Parece ser evidente que o sonhado projeto da refinaria do Pecém vai permanecer engavetado. Agora, não se sabe por quanto mais tempo.

O Estado já gastou mundos e fundos para fazer a sua parte. Para que os leitores tenham uma ideia, só a terraplanagem, uma contrapartida do povo cearense para ter a refinaria, custa impressionantes R$ 160 milhões. A desapropriação foi outra fortuna. A infraestrutura exigida pela Petrobras (vias, água, energia) também foi, em grande parte, preparada e regiamente paga. Isso sem contar as dezenas de reuniões, viagens de jatinhos, eventos e tudo o mais.

O fato é que o País precisa ir a fundo nesse caso da Petrobras. Que a empresa estatal estabeleça normas de “compliance”, o termo da língua inglesa que, numa tradução livre, significa gerir absolutamente dentro das normas e leis vigentes. É o que o País precisa.

 

O POVO

Ceará: 24,7 % dos jovens entre 15 e 29 anos nem trabalham nem estudam

grafico2

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a porcentagem sobe para 21,8%, que não trabalhavam nem estudavam em 2013

No Ceará, 24,7% dos jovens entre 15 e 29 anos não trabalhavam nem estudavam em 2013, enquanto 4,5% só estudavam, 10,2% trabalhavam e estudavam e 40,6 só trabalhavam. A porcentagem é superior aos indicadores do Brasil, em que 20,3% não estudavam nem trabalhavam no ano passado. Os dados da Síntese de Indicadores Sociais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a porcentagem sobe para 21,8%, que não trabalhavam nem estudavam em 2013. Ao todo, 24,5 só estudavam, 10 % trabalhavam e estudavam e 42, 7 % só trabalhavam na região.
O número de jovem que só estudam no Ceará, no período analisado, é superior ao da Região Metropolitana de Recife (4,5%), mas inferior ao da taxa da Região Metropolitana de Salvador (5,4%). 3
Brasil
Em 2013, a proporção dos jovens de 15 a 29 anos que trabalhavam e estudavam foi de 13,0% e aqueles que só trabalhavam foi de 44,0%. Assim, praticamente um em cada cinco jovens nessa faixa etária não frequentava escola nem trabalhava.
No grupo de 15 a 17 anos, esta proporção foi de 10,2%, entre aqueles com 18 a 24 anos, chegou a 24,0%, e para aqueles com 25 a 29 anos, 21,8%. Entre os que não trabalhavam ou estudavam, 45,8% residiam no Nordeste ou no Norte. Além disso, 62,9% eram pretos e pardos, uma participação maior do que a desse grupo no total de jovens (56,1%).

Redação O POVO Online com dados do IBGE

Petróleo baixo já acende alerta para projetos como o pré-sal

 

refineria_624x351_thinkstockConsultorias já especulam sobre uma queda do petróleo para o patamar de US$ 40

Acostumadas à bonança de um tempo em que o petróleo custava mais de US$ 100, petrolíferas mundo afora - entre elas a Petrobras - estão vivendo um "choque de realidade" com a queda do preço do barril no mercado internacional.

A cotação do petróleo tipo Brent despencou para US$ 65 nas últimas semanas, depois de ter se mantido no patamar dos US$ 100 por quase três anos.

Algumas consultorias, como a Morgan Stanley e a Capital Economics, já começam a especular sobre a possibilidade de um petróleo estabilizado na casa dos US$ 40 - o que, segundo analistas, poderia mudar o mapa geopolítico da energia no mundo.

Para se ter uma ideia do potencial da mudança, US$ 45 é o valor mínimo que, nos cálculos da Petrobras, viabilizaria os investimentos no pré-sal.

"Mesmo antes do colapso dos preços, grandes petrolíferas e produtoras de gás natural já estavam preocupadas com a alta dos custos para desenvolver novas fontes de combustível", escreveu no jornal Washington Post Daniel Yergin, considerado uma das maiores autoridades no assunto.

"A queda do barril vai transformar essa preocupação em obsessão e o resultado será uma freada nos novos investmentos pelo globo."

Há dúvidas especialmente sobre a viabilidade de projetos para exploração de fontes de combustíveis fósseis não convencionais, em geral mais caras - como as reservas de petróleo arenoso (encontrado em Alberta, no Canadá) e as reservas em águas profundas (caso do pré-sal).

Para Thiago Biscuola, economista da RC Consultores, "com o barril perto disso (US$ 45), certamente já seria hora de rever a estratégia de investimento e financiamento da Petrobras".

Alívio e preocupação

No caso da petrolífera brasileira, o efeito da queda dos preços tende a ser diferente no curto e no médio prazo.

De imediato, como hoje o Brasil ainda é importador de petróleo e derivados, esse colapso dos preços pode ser considerado positivo, por reduzir o valor do combustível importado pela estatal - e, de quebra, aliviar a pressão sobre a balança comercial brasileira, como explicam Biscuola e Adriano Pires, do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE).

Além disso, no curto prazo esse barateamento alivia o subsídio implícito bancado pela Petrobras que garantia preços no mercado doméstico inferiores que no mercado externo.

Para analista, baixa do preço do petróleo pode ser gota d'água na crise da Petrobras

"Nos últimos quatro anos a estatal vinha vendendo gasolina com preços defasados no mercado interno para aliviar a pressão sobre a inflação. Hoje os preços internos estão 30% mais caros que os internacionais no caso da gasolina e 25% no caso do diesel", diz Pires.

No médio e longo prazo, porém, os efeitos sobre os negócios da estatal tendem a ser negativos. Isso complicaria a situação financeira de empresa, já bastante abalada pela Operação Lava a Jato.

Na segunda-feira, por exemplo, as ações da Petrobras caíram para seu menor patamar em mais de dez anos, depois que a empresa adiou pela segunda vez a divulgação de seu balanço do terceiro trimestre em função do escândalo.

Em Macaé, cidade do norte do Estado do Rio que se tornou capital nacional do petróleo, há notícias do fechamento de centenas de postos de trabalho em função da paralisação provocada pelo escândalo de corrupção na empresa - e a situação pode se agravar se os preços do petróleo se estabilizarem em um patamar considerado baixo.

"A queda do petróleo pode ser a gota d'água para a crise da Petrobras", diz Pires.

"É bem possível que a estatal tenha de rever seus planos de investimentos diante dessa queda de preços e de sua nova realidade financeira."

Mauricio Canêdo Pinheiro, da FGV, explica que como o Brasil caminha para se tornar um exportador de petróleo de peso, se os preços de fato se estabilizarem na faixa dos US$ 65, a receita da Petrobras vai crescer menos do que se estava prevendo.

Há dúvidas particularmente sobre os investimentos no pré-sal, pois a exploração dessas reservas é tecnicamente mais complicada e cara.

"A Petrobras está bastante endividada e contava com os recursos que começariam a ser gerados pelo pré-sal para garantir investimentos nos novos projetos", diz Biscuola.

"Com a queda do barril será muito mais difícil conseguir novas fontes de financiamento ou atrair parceiros internacionais para suprir essa deficiência de recursos."

Reacomodação

Entre as razões para a queda dos preços do petróleo estão o aumento da produção de gás e petróleo de xisto nos EUA, no que ficou conhecido como "revolução do xisto".

Também contribui para achatar os preços a decisão tomada no mês passado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de não reduzir sua produção.

A decisão evidenciaria uma dupla estratégia, segundo analistas ouvidos pela BBC. Por um lado, seus membros visam a garantir sua fatia do mercado. Por outro, querem testar até onde vai a competitividade dos produtores de combustível não convencional - ou seja, até que faixa de preço eles conseguem continuar aumentando sua produção tendo em vista que seus custos são maiores.

O novo nível de preços do petróleo no mercado internacional já impulsiona mudanças no setor.

A gigante British Petroleum, por exemplo, recentemente anunciou que deve acelerar seu programa de demissão voluntária e centenas de prestadoras de serviço já estão repensando seus planos de negócios.

Analistas também preveem uma onda de fusões e aquisições entre empresas desta atividade.

Recentemente, as provedoras de serviços para campos de petróleo Halliburton e a Baker Hughes, por exemplo, confirmaram estar negociando uma fusão. E a petrolífera canadense Talisman Energy anunciou ter sido comprada pela espanhola Repsol por US$ 13 bilhões na última terça-feira.

"Há empresas que têm orçamentos menores e estão mais expostas (a uma queda dos preços)," diz Graham Sadler, diretor do Grupo de Serviços de Petróleo na consultoria Deloitte.

Espera-se que as petrolíferas tentem reduzir seus custos, dividindo plataformas de exploração e outras instalações. "Mas muitos projetos de fato terão de esperar", opina Sadler.

Uma estabilização dos preços em um patamar mais baixo também teria impacto sobre economias exportadoras do produto, como Rússia, Venezuela e México.

"A relação comercial do Brasil com alguns desses países também pode ser prejudicada", diz Biscuola.

"É de se esperar, por exemplo, que as exportações brasileiras de carne para a Rússia sejam prejudicadas pelo impacto que a baixa do petróleo vai provocar nesse país."

BBC

Farc declaram cessar-fogo por tempo indefinido

farc

Ação terá início no sábado, quando guerrilha e governo negociam fim do conflito, de cinco décadas, no país

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) declararam um cessar-fogo unilateral e indefinido "que deve virar um armistício", segundo um comunicado publicado ontem, em seu site. De acordo com o comunicado, o cessar-fogo terá início às 1h (horário local) do dia 20.

As Farc estão em meio a negociações de paz com o governo colombiano para acabar com o conflito armado que dura cinco décadas no país e deixou 220 mil mortos. As conversas são realizadas em Havana, Cuba.

Segundo a nota, o negociador e comandante Iván Márquez disse que o cessar-fogo será interrompido "só se for descoberto que as estruturas da nossa guerrilha forem destruídas pela força pública".

O comandante também falou sobre a necessidade de contabilizar as vítimas do conflito, inclusive aquelas cremadas, massacradas, vítimas de motoserras ou cujos corpos foram jogados em rios ou estão em tumbas anônimas.

O comunicado diz que as Farc consideram que os próximos meses são essenciais para a paz e reconciliação na Colômbia. A Delegação de Paz das Farc também pediu ao presidente colombiano Juan Manuel Santos que pare de expressar sua felicidade com mortes de guerrilheiros em sua conta no Twitter.

DO G1, EM SÃO PAULO

Picos de metano podem indicar existência de micróbios em Marte

curiositmarte

Incidência acentuada do gás no planeta, a intervalos irregulares, levanta questões instigantes para a missão da sonda Curiosity, da Nasa. Na Terra, metano está normalmente associado à presença de vida animal ou vegetal.

A sonda Curiosity, da Agência Espacial Americana (Nasa), detectou picos de metano na atmosfera de Marte. Na Terra, cerca de 95% desse gás provêm de formas de vida animal ou vegetal. Assim, sua presença levanta a hipótese da existência, passada ou presente, de micróbios no planeta.

O estudo mais recente sobre o metano em Marte, publicado nesta terça-feira (16/12) pela revista Science, indica que sua concentração na atmosfera em torno da locação da Curiosity, na cratera Gale, é menos do que a metade do esperado. Entretanto, ao longo do ano marciano, o veículo espacial mediu ocorrências relativamente frequentes de uma decuplicação temporária do volume do gás.

Essa "elevação súbita seguida de declínio" indicaria que deve haver uma fonte de metano "mais ou menos localizada", nas proximidades da cratera, explica o integrante da equipe encarregada da sonda marciana Sushil Atreya, da Universidade de Michigan.

Outras explicações

Há 20 meses a sonda realiza medições no planeta vermelho, período em que registrou os picos de metano em 60 diferentes dias marcianos. Processos biológicos não são, contudo, a única explicação possível para a produção do gás, que na atmosfera terrestre tem uma duração de cerca de 300 anos.

Ele poderia estar armazenado em camadas subterrâneas de gelo, e sua súbita eclosão em grande quantidade, ser provocada por distúrbios mecânicos ou térmicos do solo. Nesse caso, permanece a questão de como o metano teria chegado a esses estratos mais profundos.

Para identificar sua real origem, os pesquisadores precisariam saber de que isótopo do metano se trata. Entretanto, sua baixa concentração na atmosfera marciana (em média, 4 mil vezes inferior à terrestre) é ainda insuficiente para permitir exames nesse sentido, apesar dos picos acentuados.

Ao perfurar uma rocha, a Curiosity também detectou outras moléculas orgânicas, que os pesquisadores acreditam ser a primeira confirmação de carbono orgânico no solo do planeta vermelho. A identidade desse material é desconhecida.

Deutsche Welle

Paquistão anuncia volta da pena de morte para casos de terrorismo

paquistaopenamorte

Terroristas do grupo talibã mataram 132 alunos e nove professores em uma escola militar de Peshawar.

No dia seguinte ao massacre de 140 pessoas em uma escola militar de Peshawar, no Paquistão, o primeiro-ministro prometeu acabar com os talibãs.

Nawaz Sharif anunciou a volta da pena de morte para casos de terrorismo. O país está em choque. Nesta quarta-feira (17), as homenagens às vítimas se multiplicaram, enquanto os mortos eram enterrados. Os terroristas do grupo talibã mataram 132 alunos e nove professores. Sete assassinos morreram.

G1

Câmara aprova aumento de salário para STF, parlamentares e Presidência

dinheiroOs deputados também chancelaram os novos vencimentos da presidente Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer e de ministros de Estado

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 17, o aumento salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), do Procurador-Geral da República e dos deputados e senadores. Caso o texto receba o aval do Senado Federal, esses cargos passarão a ganhar R$ 33.763 por mês.

Os deputados também chancelaram os novos vencimentos da presidente Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer e de ministros de Estado, que a partir de 2015 receberão R$ 30.934,7 mensais, ou 15,76% a mais do que o valor atual (R$ 26.723,13). A matéria também precisa passar pelo Senado. O último reajuste para o comando do Executivo foi dado no final de 2010.

Os deputados e senadores recebiam mensalmente, também desde 2011, os mesmos R$ 26.723,13. Eles decidiram, no entanto, igualar seus salários aos da cúpula do Judiciário e do Ministério Público Federal, cujos subsídios, que são o teto do funcionalismo público, estão hoje em R$ 29.462,25. A equiparação salarial é uma bandeira dos deputados, que atuam inclusive para aprovar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um “gatilho” para reajustar automaticamente os vencimentos dos congressistas sempre que os ministros do Supremo receberem um aumento.

Os deputados, no entanto, atenderam apenas parcialmente o pleito dos ministros do Supremo, que pediram inicial uma atualização maior, para R$ 35.919,05. De acordo com dados da Consultoria de Orçamento da Câmara dos Deputados, o impacto dos novos valores para 2015 é de, no mínimo, R$ 553,2 milhões no Orçamento da União. Esse cálculo, no entanto, não leva em conta o “efeito cascata” que a correção dos subsídios dos integrantes do Supremo Tribunal Federal causa nas carreiras nos Estados, uma vez que o salário dos ministros da Corte é o teto do funcionalismo público.

Depois de aprovarem os novos salários, os deputados também tentaram passar uma atualização salarial para os membros da Defensoria Pública da União. Mas, preocupado com o aumento de despesas diante da necessidade de ajuste nas contas públicas, o governo barrou a votação. Foi feito um acordo para voltar a debater a matéria no ano que vem.

Estadão Conteúdo

EUA/ Cuba: reações da comunidade internacional

cuba-estados-unidos

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, também saudou «calorosamente» a decisão de Washington e de Havana de normalizarem as relações dos dois países, oferecendo a ajuda das Nações Unidas.

«As Nações Unidas estão prontas para ajudar estes dois países a desenvolverem as suas relações de boa vizinhança», disse Ban Ki-moon, numa conferência de imprensa.

O representante agradeceu aos líderes cubano e norte-americano «por terem tomado este importante passo no sentido da normalização das relações», sublinhando que os acontecimentos de hoje são «uma notícia muito positiva».

O papa Francisco manifestou hoje «grande satisfação» pela «decisão histórica» do restabelecimento das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba, anunciou o Vaticano, confirmando a mediação pessoal do pontífice do processo.

Num comunicado, o Vaticano confirmou o envio de duas cartas do papa aos Presidentes cubano e norte-americano.

Em Paraná, no norte da Argentina, onde hoje começou a reunião do Mercosul (Mercado Comum do Sul), Presidentes latino-americanos saudaram o restabelecimento das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos.

m.tsf.pt

90 dias para travar saída do Hamas da lista de terroristas

 

abumarzukAbu Marzuk, líder adjunto do Hamas afirma que a UE corrigiu um erroFotografia © REUTERS/Mohammed Salem

Grupo palestiniano aplaude tribunal da UE por tê-lo retirado da lista negra do terrorismo. Israel e países europeus contestam

Retirar o Hamas da lista das organizações terroristas foi a decisão do Tribunal Geral da União Europeia (UE), ontem anunciada no Luxemburgo, que não deixou ninguém indiferente.Para o movimento integrista trata-se de "uma vitória legal para os direitos dos palestinianos". Para Israel há que inverter a decisão do tribunal. A Autoridade Palestiniana (AP) de Mahmoud Abbas manteve um silêncio gritante.

"A decisão é a correção de um erro histórico da União Europeia", disse Moussa Abu Marzuk. Para este vice-líder do Hamas, o grupo é "um movimento de resistência e tem um direito natural de resistir à ocupação de acordo com todas as leis e todos os padrões internacionais".

dn.pt

Sony cancela estreia de "A Entrevista" nos EUA após ameaça de hackers

the-interview-james-franco-seth-rogen1

A Sony Pictures Entertainment anunciou nesta quarta-feira o cancelamento da estreia nos EUA do filme "A Entrevista", previsto para 25 de dezembro, depois de as principais salas de cinema do país se recusassem a exibir o filme com medo de um ato terrorista.

Ontem um grupo denominado Guardians of Peace, que reivindicaram o ciberataque à Sony em 24 de novembro, emitiu um comunicado advertindo que semeará o terror nos cinemas que exibirem o filme e comparou seu plano com os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.

Pouco antes do anúncio da Sony, as empresas que administram as cinco cadeias de salas de cinema mais importantes do país optaram por não correr riscos e retirar "A Entrevista" de sua grade.

O estúdio tinha dado aos cinemas liberdade para se posicionarem relação à estreia do longa-metragem.

"Em vista da maioria de nossos exibidores terem decidido não projetar o filme, não seguiremos adiante com a estreia planejada para 25 de dezembro. Respeitamos e entendemos nossos parceiros e compartilhamos completamente seu interesse máximo na segurança dos funcionários e dos espectadores", afirmou Sony em comunicado.

"A Entrevista" se transformou em protagonista do ataque dos hackers à Sony, no qual foram roubados dados privados, desde números de identificação fiscal até fichas médicas dos mais de três mil funcionários da companhia, e de ex-empregados que do estúdio nos últimos anos.

O filme é uma comédia de Seth Rogen e James Franco sobre um complô americano para acabar com a vida do ditador norte-coreano Kim Jong-un.

Os "hackers" tinham manifestado sua oposição à estreia de "A Entrevista", e acredita-se que a origem do ataque tenha relação com a Coreia do Norte, embora o regime do país asiático tenha negado envolvimento, e só qualificado o longa de "um ato de guerra".

As autoridades americanas não acharam evidências que exista um plano para atentar contra "A Entrevista", cuja pré-estreia aconteceu dia 11 sem incidentes em Los Angeles.

"A Sony Pictures foi vítima de um ataque criminoso sem precedentes contra nossos funcionários, nossos consumidores e nosso negócio. Quem nos atacou buscaram destruir nosso espírito e nossa moral, tudo para aparentemente frustrar a estreia de um filme que não os agradou", comentou a Sony.

EFE

Auditoria da CGU aponta prejuízo de US$ 659,4 milhões na compra de Pasadena

CGU

 

Relatório da Controladoria registra que aquisição de Pasadena foi realizada por um valor superior àquele considerado justo, se levado em conta o estado em que a refinaria se encontrava

A Controladoria-Geral da União (CGU) concluiu, na última terça-feira (16), o relatório de auditoria relativo à compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), pela Petrobras. O trabalho da Controladoria registra que a aquisição da refinaria foi realizada por um valor superior àquele considerado justo, se levado em conta o estado em que Pasadena se encontrava à época (a chamada “condição As Is”). A auditoria da CGU aponta que o valor pago a mais foi de US$ 659,4 milhões.

A compra da refinaria foi feita em duas fases: os primeiros 50%, em 2006, e os 50% remanescentes, em 2008. Em relação à primeira metade, o relatório da Controladoria concluiu que a aquisição foi amparada em Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), feito pela estatal, que não considerou todas as premissas aplicáveis ao negócio; essas, se consideradas, resultariam na redução do valor máximo aceitável para a compra.

Ainda em relação aos 50% iniciais, a CGU identificou que a argumentação usada para a aceitação de um valor superestimado foi fundamentada na potencial rentabilidade do empreendimento e não no valor dos ativos no estado em que se encontravam. Outro ponto observado pela equipe da Controladoria foi que a Petrobras, na condição de compradora, deveria e poderia ter buscado, nas negociações, entre os diversos cenários montados pela consultoria (Muse Stancil), o que mais a favorecesse e não o pior deles, como ocorreu. Desse modo, favoreceu-se a empresa belga Astra Oil – então proprietária de Pasadena – em detrimento da Petrobras.

O Relatório da CGU registra que a avaliação feita pela Muse Stancil sequer foi informada no documento que deu suporte à decisão dos órgãos colegiados – Diretoria  e Conselho de Administração (DIP INTER-DN 20/2006). Pelo contrário, o referido documento informou que a avaliação dos ativos fora feita pelo Citigroup, em sua Fairness Opinion, o que não foi confirmado pelas evidências apuradas pela equipe de auditoria.

O trabalho da CGU registra, também, que os instrumentos que formalizaram a aquisição da refinaria de Pasadena continham cláusulas contratuais, que, quando conjugadas ao direito de venda conferido à Astra (put option), tornavam a relação negocial desvantajosa para a estatal brasileira. O relatório aponta a existência de cláusulas contratuais favoráveis à Astra, sem compensar de forma justa a Petrobras, e sem dividir os riscos do negócio de forma equânime. Essas cláusulas permitiram a utilização de um dispositivo contratual que forçou a compra dos 50% remanescentes das ações pela Petrobras, mesmo sem ter havido a necessária  autorização do Conselho de Administração para essa segunda etapa da aquisição. Nesse particular, a equipe da CGU aponta o que pode ser forte indício de manobra para forçar a aquisição dos restantes 50%: o exercício do direito de impor sua decisão (right to override), exatamente no dia anterior (19/06/2008) àquele em que estava prevista reunião do Conselho (20/06/2008). Isso proporcionou à Astra exercer, em contrapartida, sua faculdade de obrigar a Petrobras a consumar aquela aquisição (put option).

Encaminhamentos

O relatório de auditoria foi encaminhado ontem (16) à Petrobras para que a estatal possa adotar as providências necessárias no sentido de buscar, judicial ou extrajudicialmente, o ressarcimento do dano de US$ 659,4 milhões apontado pela CGU. O relatório foi também enviado à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, aberta no Congresso para apurar o caso.

Com base no relatório, o ministro-chefe da CGU, Jorge, Hage, determinou ainda a instauração imediata de processos administrativos sancionadores em desfavor de 22 pessoas, dentre os quais ex-dirigentes, empregados e ex-empregados da Petrobras, incluindo os já identificados pela Comissão Interna da Apuração (CIA) da estatal. Entre os que podem, ao final dos processo, vir a ser responsabilizados, estão o ex-presidente José Sérgio Gabrielli e os ex-diretores Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa, Renato Duque e Jorge Zelada. A constituição das Comissões Processantes, na Corregedoria da CGU, e as notificações dos responsáveis para acompanhar os processos devem ocorrer nos próximos dias.

justicaemfoco.com.br


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2014 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31